let's be cool
Saudações, visitante! Neste momento, você se encontra no Hishoku no Sora, um blog pessoal sem fins lucrativos. Aqui se fala de tudo um pouco, então fique à vontade!
A versão atual é inspirada na música "Afraid to be Cool", ilustrada por Jimin e Jungkook (BTS, War of Wormone).

the coolest
Kawasumi Shana, 24 anos e contando +1 todo dia 7 de fevereiro - logo, sou toda aquariana. Adoro música, mangás, animes, filmes e livros. Odeio insetos, injeções e filmes de terror, sou criativa e contraditória, possivelmente tenho um parafuso a menos - mas juro que sou legal. Ou não. more?

come with me!


Follow

scream out!

what did you say?

bye baby bye!

 
Hishoku no Sora
Google Chrome | 1366x768


Nostalgiando: a história do Hishoku no Sora!
NOSTALGIA
substantivo feminino ( 1818)
3 p.ext. saudades de algo, de um estado, de uma forma de existência que se deixou de ter; desejo de voltar ao passado


Encontrei um site na internet chamado Internet Archive. Nesse site, existe uma ferramenta chamada "wayback machine" - que seria quase uma máquina do tempo, em tradução livre. Nessa ferramenta, você digita a url de qualquer website, mesmo que ele não exista mais, e sabe o que acontece? Ele encontra essa página pra você. SIM, ele encontra, e por vezes com as imagens funcionando e tudo o mais - como se fosse um printscreen navegável.
Já não é segredo pra ninguém que eu ando sentindo uma absurdacerta nostalgia nos últimos tempos, principalmente com relação a blogosfera. O ruim é que essa nostalgia aperta no peito, e é muito sufocante sentir falta de algo e não poder fazer, ver, viver, sei lá. E daí que, quando encontrei essa ferramenta, acho que entrei num caminho sem volta. Procurei por todos os blogs da época que sinto falta, e ao mesmo tempo que queria soltar fogos de artifício, a saudade apertava mais e mais no peito.
Procurei meus blogs antigos, procurei o saudoso Condomínio das Otakus, visitei os blogs de cada uma das síndicas, encontrei concursos, awards... Ah, que saudade tenho daquela época! A saudosa Era onde a Velha Guarda do mundo blogueiro fez história! Frequentemente me pego pensando nessas coisas, sabem? Onde foi parar toda essa gente, onde foi parar a dedicação com a qual mexíamos em cada vírgula para que o layout funcionasse perfeitamente, onde foi parar a paixão com a qual escrevíamos, líamos e comentávamos em blogs alheios... Escrevíamos sobre nada, líamos sobre nada, comentávamos sobre nada em particular e, ainda assim, era gostoso. Era uma delícia fazer tudo isso! Será mesmo que foi a falta de tempo que nos fez desistir?
A blogosfera era um lugar delicioso de ser habitado. Nós conhecíamos pessoas, fazíamos grandes amigos e nos divertíamos a beça, mesmo com tão pouco. Mas daí vieram as redes sociais, vieram outras formas de comunicar-se e os blogs passaram a ser mais uma rede social do que uma página pessoal. Os domínios saíam do ar, os blogs ficavam a ver navios e nós, aqueles que ainda sentem saudade, ficaram escrevendo textos bobos como esse de agora. Ah, vida, como você é chata e mesquinha com a gente. Sua velha ranzinza!
Envolta nessa onda nostálgica, passei a pensar com meus botões e tentei me lembrar, através do Wayback Machine,  como fora a minha trajetória por esse mundo fantástico, cheio de brilho e de boas lembranças. É, leitor. Pegue a sua pipoca e "senta que lá vem história", porque o texto de hoje é grande e cheio de memórias. Pra quem não sabia, fazem 10 anos que eu existo na blogosfera - embora ninguém me conheça dessa era, já que, bem... eu não tinha um blog assim conhecido, vejam bem. Meu primeiro blog, que originou esse vício de blogar dentro de mim, chamava-se Flor de Cerejeira: aposto um real que nem preciso dizer de onde tirei esse nome, haha! Eu tinha 10 anos de idade quando comecei com ele, e escrevia a primeira porcaria que me viesse à cabeça. Percebam que meu português na época dava vontade de chorar - mas, poxa vida, vamos deixar passar, já que eu estava na quarta série... 
Meu primeiro contato real com páginas pessoais na internet se deu, na verdade, com o frontpage, quando resolvi criar um fansite de Card Captor Sakura. Em meio a tutoriais e afins, me peguei colecionando vários gifs, plaquinhas e outras coisas voltadas aos blogs pessoais, e me peguei pensando em como seria legal ter um blog onde enfiar toda aquela porcaria cheia de glitter. Não precisou de muito tempo pra que eu criasse o Flor de Cerejeira, e menos ainda pra largar dele: bastou meu pai trocar de provedor e eu não pude mais acessar o hospedeiro.
Mas veja bem, meu caro leitor: blogar é um vício, dos mais difíceis de controlar. Bastou eu perder um blog, fui correndo fazer outro! Criado no blig - quem lembra?! - , em meados de 2004 surgiu o memorável Blog da K@gome, a larvinha que originou o Hishoku. Foi ali que eu comecei a usar meu antigo nickname - também memorável, convenhamos -, K@gome-chan. Esse blog durou aproximadamente dois meses, infelizmente, pois Blig passou a bloquear o acesso ao html dos layouts por algum motivo. Pra alguém que só se importava com as postagens era algo irrelevante, mas pra mim, que estava começando a entrar no mundo do html, me apaixonando cada vez mais por todos aqueles códigos que me permitiam dar a minha cara ao meu layout, isso foi um golpe fatal - e fatal mesmo, pois eu parei de usar o blig no mesmo instante.
Foi então que resolvi tentar aquele bendito provedor. É, esse mesmo. Se você é daquela época, você sabe de quem estamos falando, caro leitor. Criado pelo Terra, muitos de nós já passamos pelo bendito do weblogger. Com uma interface consideravelmente limpa, fácil de postar e de editar e, mais que tudo isso, gratuito, o weblogger foi um dos provedores mais utilizados daquela época - todo bom blogueiro da Velha Guarda já chegou a ouvir falar dele. Mesmo depois do boom dos blogs e hospedeiros (Sapo, Blogspot, Blogger, Uol, Blig entre tantos outros que nem me lembro), ele permanecia firme e forte. Mas todos que o usaram também devem se lembrar que o weblogger mais travava e saía do ar do que qualquer outra coisa, e foi provavelmente isso que o levou ao seu fim.
Tragédias Problemas à parte, o que interessa é que ali o Blog da K@gome renasceu, cresceu e se transformou. Completamos juntos os nossos primeiros dois anos, e foi ali que aprendi a maior parte do que era ser uma blogueira. Aprendi html, aprendi que postar não era só colocar um gif brilhante e uma dúzia de palavras, aprendi o que era edição de imagens e a usar o photoshop. Conheci várias pessoas, fiz amigos e é dessa época que eu sinto mais saudade. Ali, no weblogger, querido leitor, eu fui verdadeiramente feliz - verdadeiramente mesmo, e posso garantir que eu aproveitei cada segundo.
Ali, eu vi surgir a ideia de layout próprio, de Condomínio e de Concurso, de responsabilidade com seu leitor e camaradagem com os demais blogueiros. O próprio Wayback Machine oferece vários prints desse blog, onde essa "evolução" fica bem evidente! Olha só que interessante: 001 - 002 - 003 - 004005. Percebam que o blog vai evoluindo aos poucos, com menos porcaria e mais ação (quê?), haha! O último layout, o natalino, foi feito por mim - o primeiro que usei no blog. Trágico, não?
Infelizmente, como citei ali em cima, o weblogger teve seu ápice e sua queda. Meu blog chegou  ficar quase um mês fora do ar, o que me deixou muitíssimo chateada. Em 17 de janeiro de 2006, o Blog da K@gome transferiu-se para o Uol Blog, onde teve sua maior transformação. Me lembro como se fosse ontem - e notem que não foi, fazem uns bons anos, haha! - do layout de estreia, feito com um wallpaper de Tsukuyomi Moon Phase. Foi ali que o BDK cresceu e apareceu, ali que eu aprendi que ixcrevr axim era mtu feiu e mais do que tudo isso: foi ali que nasceu o Hishoku no Sora. Infelizmente, o site não tem quaisquer resquícios dessa época - o único print dele é dessa página, que na verdade aina está no ar até hoje. Uma pena, caros leitores, uma pena...
Até hoje eu acho que esse nascimento é meio confuso pra todo mundo - como pode o Hishoku ter tantos anos, afinal? 
Em 27 de março de 2004, surgiu o Blog da K@gome no weblogger. Em meados de 2006, mais especificamente, dia 01 de julho de 2006, ele trocou de nome para Hishoku no Sora - entendeu a história da "larvinha" agora? Eu sei que isso não deve fazer o menor sentido pra você, meu caro leitor, mas na época fazia muito sentido pra mim. Eu não queria um blog novo. Eu não queria uma nova url, ser uma nova pessoa - eu tinha crescido. Eu tinha mudado. Eu entrei numa nova fase da minha vida e eu queria que tudo nela mudasse junto comigo e, por isso, mudei o blog. Foi basicamente assim que surgiu o consagrado Hishoku no Sora, que perdura até hoje, apesar dos trancos e barrancos que sua dona enfrenta - ou, devo dizer, preguicites agudas e vendas de alma para o emprego ou a faculdade, haha!

Ok, Shana. Por que diabos eu perdi todo o tempo do mundo pra ler isso?
Boa pergunta. Nem eu sei porquê escrevi - pra ser honesta, eu me perdi no meio do caminho e tropecei nas palavras eu mesma. Mas eu senti essa vontade de novo, de escrever algo que fosse totalmente inútil para sua vida mas, ainda assim, importante para a minha. Essa necessidade de tentar, mais uma vez, voltar no tempo. Mesmo com o português de doer, mesmo com aquele monte de gifs coloridos, gays e piscantes, nós éramos felizes nessa época. Nós, blogueiros, nos divertíamos com essas pequenas coisas - e hoje as pessoas já não sabem se divertir assim. Não sabem o que é escrever para as paredes e sentir-se satisfeito com isso. Não sabem o que é fazer um blog que seja a sua própria expressão. E a gente tem saudade, caro leitor, a gente tem muita saudade dessa época gostosa...

E como faz pra usar o Wayback Machine, afinal de contas?
Oras bolas, leitor. u.u Entre no link do Internet Archive e digite, no campo do Wayback Machine, a url do site que você quer visitar. É, tem que ter boa memória, não é fácil assim não! 8D Todos os links internos, no geral, funcionam, embora as imagens nem sempre apareçam. Vamos! Saia daqui e vá já matar a saudade dos seus velhos tempos de internet!

Enfim. Isso é o que eu chamo de um post quilométrico - quando foi a última vez que eu fiz um post assim, grande e inútil? Ah, quem é que vai lembrar disso agora...
Aproveitando o espaço e a nostalgia que eu espero ter enfiado no peito de todo mundo - que é injusto pra diabo eu me sentir assim sozinha, veja bem -, eu lhes apresento o Projeto Senbonzakura! É um projetinho no qual conto com a ajuda de algumas dessas blogueiras da Velha Guarda, na esperança de trazer um pouco da nossa diversão de volta! Aproveitem para conhecê-lo, vaaaai, não vai doer! Eu acho.


Eu fico por aqui, queridos leitores. Espero que me perdoem por lhes tomar o tempo inutilmente - eu juro de pés juntos que trago algo mais interessante da próxima vez, haha! Um beijo, e até a próxima! o/

Marcadores: , ,


By Shana • sexta-feira, 9 de agosto de 2013 • 0 ComentáriosLink to this post


«older newer»