posts profile blog links

The Beginning

"People should learn that you cannot dwell in your past. One who dwells in the past hurts not only himself, but also the people around them."


Black Rabbit

Kawasumi Shana. 25 anos, somando +1 todo dia 07 de Fevereiro. Aquariana. Adoro música, mangás, animes, filmes e livros. Odeio insetos, injeções e filmes de terror, sou criativa e contraditória, possivelmente tenho um parafuso a menos - mas juro que sou legal. Ou não. more?

Follow me


Follow



Farewell

 
Hishoku no Sora
Google Chrome | 1920x1080


Fica a dica: The Smiths
Dependendo da sua idade, você provavelmente não faz ideia do que estou falando - tudo bem, tudo bem, isso acontece. Mas se gosta de boa música, talvez conheça o The Smiths, essa banda britânica tão boa, que aparece em filmes incríveis como As Vantagens de Ser Invisível [ The Perks of Being a Wallflower ] e (500) dias com Ela [(500) Days of Summer ] - além de estar em 1º lugar no meu top 5 de bandas.


Segundo o wikipedia, The Smiths é uma banda de rock alternativo, e foi formada em 1982 na cidade de Manchester, numa parceria entre o vocalista e escritor Morrissey e o guitarrista John Marr, compositores do grupo. Infelizmente, para descontentamento geral, essa banda magnífica encerrou suas atividades 5 anos depois, em 87 - o que pra mim é uma verdadeira tragédia.

Apesar disso, o som deles é tão incrível que é amado pelas pessoas até hoje, além de ter influenciado uma série de músicos incríveis: pra quem não sabia, nosso grande Renato Russo, do Legião Urbana, foi muito inspirado por The Smiths. Ainda me surpreende um pouco que alguém não os conheça - ouso dizer que, na verdade todo mundo conhece uma música deles, só não sabe o nome da banda.

Com letras tocantes e certas vezes muito críticas, The Smiths têm uma música bem particular, na minha humilde opinião. Pra conhecer a banda, recomendo o álbum "The World Won't Listen", onde se encontram alguns dos singles mais famosos, como Ask, The boy with the thorn in his side, Asleep (que agora ficou conhecida graças à história de Charlie, Sam e Patrick), além da minha favorita ever, There is a Light that never goes out. Mas, pra não ficarmos todos tristes, vale a pena lembrar que o Morrissey continua fazendo música até hoje - e adora  fazer shows no Brasil - e que o Marr organizou uma série de projetos bem legais também.
Com isso, queridíssimos, fica-a-dica pra vocês de um dos meus maiores tesouros musicais e da provável maior inspiração musical da minha vida, The Smiths! ♥ Deem uma chance a esses britânicos, porque eles têm muito talento!
Eu fico por aqui, e deixo-os com o meu xodó Um beijo a todos os leitores que ouvirem, haha! E até a próxima




Marcadores: , ,


Written by Shana | 2 de maio de 2014 | 5 Comentários | link to this post


«older newer»