let's be cool
Saudações, visitante! Neste momento, você se encontra no Hishoku no Sora, um blog pessoal sem fins lucrativos. Aqui se fala de tudo um pouco, então fique à vontade!
A versão atual é inspirada na música "Afraid to be Cool", ilustrada por Jimin e Jungkook (BTS, War of Wormone).

the coolest
Kawasumi Shana, 24 anos e contando +1 todo dia 7 de fevereiro - logo, sou toda aquariana. Adoro música, mangás, animes, filmes e livros. Odeio insetos, injeções e filmes de terror, sou criativa e contraditória, possivelmente tenho um parafuso a menos - mas juro que sou legal. Ou não. more?

come with me!


Follow

scream out!

what did you say?

bye baby bye!

 
Hishoku no Sora
Google Chrome | 1366x768


Mini-resenha: Noragami

Noragami, que significa algo como Deus Viralata, é uma animação produzida pelo estúdio Bones, baseado no mangá de mesmo nome, que estrelou no Japão em janeiro de 2014. Com apenas 12 episódios, conta a história de Yato, um deus japonês que sequer tem o próprio templo, quem dirá os próprios fiéis. Contudo, nossa divindade não se deixa vencer por esses ínfimos detalhes, e está muito determinada a realizar seus objetivos através de muito trabalho duro. O problema é que, pra realizar seus trabalhos, os deuses precisam dos Shinkis, um espírito capaz de se tornar uma arma - e com essa popularidade toda, Yato não tem exatamente uma fila de espíritos procurando por um emprego.
A história de Yato se transforma quando, por sua culpa, a jovem Hiyori - que adora MMA e não é nada ordinária - acaba se envolvendo em um acidente e, por conta disso, sua existência acaba ficando "em cima do muro", entre o mundo dos vivos e esse mundo fantástico de divindades e espíritos - às vezes malignos! Ela então dá a Yato uma oferenda, para que ele lhe ajude a recuperar a normalidade de seu corpo - mas será que dá pra confiar em um deus que ninguém sabe que existe?


Como já é de se esperar das produções do estúdio Bones - como Fullmetal Alchemist (as duas versões) e Soul Eater -, Noragami conta com ótima animação, dublagem e trilha sonora - essa última me chama atenção pelos 'gêneros' musicais, que vão além do Jrock comum ou das famosas "animesongs". O desenvolvimento da história é bem rápido (afinal, são só 12 episódios) e emocionante, além de contar com uma dosagem certeira de humor, ação e até drama. Por tratar-se de um shounen, não é uma história que esbanje muito romance, mas ele aparece de forma bem natural e leve. Por ser curto e bem objetivo, é o tipo de animação que você começa e termina num dia - e embora não tenha um desenvolvimento muito profundo das personagens, elas são todas bem construídas e têm seu papel na história - ou seja, se você é desses que não tem saco pra ficar vendo "o passado do personagem secundário", pode assistir esse anime tranquilo!

Um gif aleatório porque eu gosto dessa cena e pronto

Quanto à animação, eu provavelmente vi a versão Blu-Ray (disponibilizada pelo meu xodó, o Anbient), então não tenho nenhuma reclamação a fazer. O Character Design é simples e bonito, desses sem muito frufru, mas que dá gosto de ver! Definitivamente uma boa pedida pra um fim de semana, ou pra um feriado. :D Assisti numa noite (que começou lá pelas 20h e terminou as 6h30, mas quem liga?), e não foi nada cansativo - até porque eu queria saber logo o que ia acontecer e fui literalmente assistindo um episódio atrás do outro! Fica a dica pra quem quer alguma coisa divertida - sem ser "pastelão" - e curtinha pra ver!
Pra atiçar a curiosidade, deixo a opening do anime pra vocês :D Beijinhos à todos, e até a próxima! o/

Marcadores: , , ,


By Shana • terça-feira, 7 de abril de 2015 • 11 ComentáriosLink to this post


«older newer»