posts myself blog links
Hishoku no Sora
I'm gonna fly like a bird through the night

It's Showtime
"Miss Lacus's strengths are always going to be needed by everyone. She's strong, beautiful, and kind. I'm just Meer. Nobody really needs me."
Meer Campbell

The Diva
Kawasumi Shana. 25 anos, somando +1 todo dia 07 de Fevereiro. Aquariana. Adoro música, mangás, animes, filmes e livros. Odeio insetos, injeções e filmes de terror, sou criativa e contraditória, possivelmente tenho um parafuso a menos - mas juro que sou legal. Ou não. more?

Encore





Goodbye Stage

 
Hishoku no Sora
Google Chrome | 1920x1080


Mini-Resenha | Strong Woman Do Bong Soon
8.9.17 • 6 ComentáriosPermalink


Saudações, jovens leitores!
Setembro chegou e não há nada melhor para começar um mês do que resenha no blog (bem, talvez chocolate e docinhos sejam mais gostosos, mas a gente faz o que pode com o que tem).
Tô devendo essa resenha faz um tempo, mas promessa é dívida e cá estou eu pra falar de um dorama pra vocês - Strong Woman Do Bong Soon! Sigam-me os bons~
Ficha Técnica
Ano: 2017
País/Idioma: Coréia do Sul/Coreano
Gênero: Ação, comédia, Romance, Supernatural, Investigação, Thriller
A primeira vez que vi algo sobre esse dorama foi pelo facebook, nas propagandas do DramaFever - eram uns vídeos curtos, com algumas ceninhas do casal principal, que eu achei divertidas. O que eu sabia, então, era que se tratava de um romance com uma boa dose de comédia, sobre uma garota que era bem forte. Vocês imaginem, então, a minha surpresa ao me deparar com um dorama que mescla a comédia romântica de sempre com uma investigação policial, sequestros, violência e mistério, tudo numa trama só. Bem louco, né não?
Pois é bem isso que acontece em Strong Woman Do Bong Soon. A gente acompanha a protagonista, Bong Soon, na aventura de lidar com a sua super força - um dom que todas as mulheres de sua família recebem e com o qual têm de lidar independente da sua vontade. A vida da nossa heroína vira de cabeça pra baixo quando Minhyuk, um jovem empresário, vê seu poder em ação e decide contratá-la para ser sua guarda-costas.

Também gosto, Minhyuk!

O plot é básico, facilmente encontrável em uma série de mangás shoujo qualquer - como fazer Strong Woman Do Bong Soon valer a pena? A aposta da produção foi o suspense.
A história se mostra um pouco mais macabra quando uma mulher é assassinada no bairro da heroína, e várias mulheres começam a desaparecer nos arredores. Está feita a trama - um mistério a ser resolvido, muito suspense e um tema consideravelmente atual: os crimes misóginos, aqueles que são praticados contra mulheres em razão de ódio, preconceito ou desprezo por elas.


Apesar de seguir o esteriótipo da protagonista encalhada, embora bonitinha, dona de um charme pouco-convencional que conquista o bofe bom partido, Bong Soon também representa de uma maneira bem leve toda uma categoria feminina que precisa se fortalecer numa sociedade machista. Não se enganem: o dorama não traz nenhuma crítica social forte, tampouco trabalha questões feministas de fato. Porém, a premissa é empoderadora se comparada com outros dramas e novelas do tipo: uma jovem dona de uma super-força, que deve ser sempre usada para o bem, e decide que precisa usar o seu poder para salvar outras mulheres. Soa bem, não?
Outro ponto muito bacana da série é justamente o papel de apoio que os homens representam para a Bong Soon - muito num clima que já vimos em casais clássicos, como Usagi e Mamoru em Sailor Moon. Embora todos queiram protegê-la (porque, bem, se uma pessoa que você gosta está em perigo, você quer protegê-la), ninguém nunca tira dela o seu protagonismo ou oprime a sua vontade de fazer a diferença - o próprio Minhyuk vê na Bong Soon uma mulher forte e, portanto, atraente, da qual ele quer cuidar, mas está sempre ajudando a "combater o mal", inclusive auxiliando a jovem a controlar melhor seus poderes pra fazer bom uso deles. Muito diferente da protagonista feminina forte que tipicamente é "adocicada" (e portanto enfraquecida) em prol de um romance, aqui a relação entre as personagens é sobre fortalecer o poder e protagonismo da heroína. E vamos combinar: em se tratando de produção asiática, por mais sutil e quase inexistente que seja, encontrar um enredo que exalta o poder feminino é sempre refrescante!

Abrindo as portas para o feminismo no mundo dorameiro!

Isso tudo dito, o foco da série continua sendo o romance e o desenrolar das relações dos protagonistas com os personagens secundários. Existe uma boa dose de alívio cômico (do tipo pastelão) que por vezes diverte, por vezes enche o saco, e a parte do suspense fica suspensa em grande parte do dorama. Ainda assim, a temática é boa, está em alta e por se tratar de algo bem inovador nos romances sul-coreanos, acho que foi até bem trabalhada. Não diria que Strong Woman Do Bong Soon é para todas as idades, mas dá pra assistir com a mamãe, a vovó e a prima adolescente numa boa. Com bastante ação, romance e comédia, é uma série gostosa, que traz uma certa complexidade sem que o expectador precise pensar muito - é fofo e agradável, mas sai um pouco da caixinha e embora não ao ponto de receber um prêmio, foi uma tentativa admirável e consideravelmente satisfatória. Por fim: o dorama vale a pena. Fica a dica pros leitores que procuram algo leve mas com um tempero a mais.


Com isso, encerro esse post por aqui! Tentei ser breve e desviar bonito dos spoilers (e acho que consegui, heim?)~ Prometi tanto essa resenha que agora não sei se ela foi de encontra às expectativas de vocês XD Bem, fica aí a dica. Beijinhos a todos os leitores e até a próxima!

Marcadores: ,




«older newer»