posts profile blog links

The Beginning

"People should learn that you cannot dwell in your past. One who dwells in the past hurts not only himself, but also the people around them."


Black Rabbit

Kawasumi Shana. 25 anos, somando +1 todo dia 07 de Fevereiro. Aquariana. Adoro música, mangás, animes, filmes e livros. Odeio insetos, injeções e filmes de terror, sou criativa e contraditória, possivelmente tenho um parafuso a menos - mas juro que sou legal. Ou não. more?

Follow me


Follow



Farewell

 
Hishoku no Sora
Google Chrome | 1920x1080


Bruxas do 31 | Contando histórias tenebrosas...

Maldições à todos, mortais! Espero que tenham passado uma semana horrível e que muitas entidades malignas vos tenham visitado! Afinal, hoje é sexta-feira 13, então espero que todos quebrem muitos espelhos e encontrem muitos gatos pretos em seus caminhos.
Apesar do clima de terror, hoje é 13 de Outubro, também aniversário do nosso maravilhoso Jimin - o mochi mais docinho que existe por essas bandas ♥ Celebremos nosso Jimin Day com muitos docinhos, amaldiçoados leitores!
Apesar disso, a sexta é 13, mas o Bruxas é do 31 de Outubro e o foco desse post é dividir histórias de terror que possamos contar. O tema de hoje são "histórias pra se contar em volta da fogueira" (ou ao menos foi a ideia louca que eu e Tenie tivemos ao elaborar o Bruxas desse ano), e eu decidi compartilhar alguns livros que li e achei bem condizentes com o tema - afinal, quando a gente se reúne com os amigos pra contar histórias, só podem ser histórias aterrorizantes, né non?
Sigam-me os bons - e os corajosos, obviamente...

Descanse em paz, meu amor...
Pedro Bandeira
Um grupo de adolescentes em férias resolve realizar uma aventura ousada, perigosa, escalando uma montanha. Mas uma tempestade violenta derruba a única ponte que separa a montanha da cidade, e os jovens se veem isolados, à mercê do desconhecido, num casarão abandonado. O sobrenatural e o apavorante tomam conta deles, desafiando sua coragem e mergulhando-os num pesadelo que eles nunca poderiam ter imaginado. 

Primeiramente: fazem 13 anos que eu li esse livro. Nossa professora de literatura leu conosco por semanas, e posso dizer tranquilamente que foi aqui que nasceu meu amor pela literatura, especialmente pelo suspense e terror. Falem de quantos autores brasileiros quiserem, dos clássicos, dos grandes nomes: Pedro Bandeira é o grande responsável pelo meu amor pelos livros. Embora já tenha passado muito tempo que li, a história revolve em torno de um grupo de amigos que se mete numa furada, e eventualmente começam a falar sobre acreditar ou não no sobrenatural. A conversa os leva a contar histórias de terror uns aos outros - e tudo está ok até que um tremendo de um plot twist (reviravolta) acontece, e o livro toma todo um outro sentido.
Vai ver é daí que saiu meu vício em plot twist. Comecei nessa vida já.

Sementes no Gelo
André Vianco
Em ´Sementes no Gelo´, o leitor ingressa no mundo de espíritos atormentados, impedidos de reencarnar. Muitos se enraivecem e lançam sua fúria sobre todos que lhe chamam atenção e interpõe em seus caminhos. Um detetive, por acaso, desvenda os mistérios em torno destes espíritos, tornando-se o inimigo número um das perigosas entidades.

VOCÊS ESTAVAM ACHANDO QUE NÃO IA TER MEU AUTOR FAVORITO NESTE POST?? POIS VAI TER SIM!
André Vianco é o meu autor favorito nessa vida, embora essa seja uma baita ironia - afinal, eu sou medrosa, então ser apaixonada pela obra de um cara que escreve basicamente terror é... Bom, no mínimo um traço masoquista da minha personalidade.
Enfim: Sementes no Gelo foi um dos primeiros livros que li do Vianco, se não estou enganada. Esse é aquele famoso livro no qual um personagem acaba sufocando em uma cena, tão bem descrita, que eu acabei ficando sem fôlego enquanto lia (se porque a empatia foi intensa ou porque acabei prendendo o ar pela tensão, nunca saberemos). A história é carregada de mistério, é aterrorizante e não dá pra falar muito sem dar margem aos spoilers. Assim sendo, só posso recomendar que: não leiam a noite.
E se algum de vocês mora em Osasco, já peço desculpas antecipadamente. Durmam com os anjinhos! ♥ MUAHAHAHAHA!

Os Sete
André Vianco

'Nobres homens de bem, jamais ouseis profanar este túmulo maldito. Aqui estão sepultados demônios viciados no mal e aqui devem permanecer eternamente. Que o Santo Deus e o Santo Papa vos protejam.'
Uma caravela portuguesa naufragada com mais de 500 anos é descoberta no litoral brasileiro. Dentro dela, uma estranha caixa de prata lacrada esconde um segredo. Apesar do aviso grafado, com a recomendação de não abri-la, a equipe de mergulhadores que a descobriu decide seguir em frente, e encontra sete cadáveres. Esses corpos misteriosos e cadavéricos são levados para estudos e tudo parece estar sob controle até o despertar do primeiro deles.


Eu disse que ia ter André Vianco nesse post. Vocês se preparem.
Os Sete é provavelmente meu livro favorito do autor, talvez meu livro favorito da vida, e eu só não reli um quadrilhão de vezes por motivos de: não tenho, li emprestado. Tragédias dessa vida de classe operária.
Provavelmente a série mais famosa do autor, Os Sete traz o início do conto dos Vampiros do Rio D'Ouro. Depois deste, ele ainda lançou 4 livros dentro do mesmo universo: Sétimo e a saga O Turno da Noite, volumes I, II e III. O livro em si é fantástico, também ambientado em Osasco, e é muito emocionante. O único pecado é, na verdade, parte do estilo do Vianco: as coisas se desenrolam devagar no começo, mas garanto a vocês que isso é característica de todos os livros dele. Por fim, se querem uma saga vampiresca de qualidade e querem se aventurar na literatura nacional, este é o caminho, Jovens Padawans.
Ah, vale lembar: os livros do Vianco são explícitos, então se preparem pra muito palavrão, muito sangue, muita morte e muito conteúdo +18.



Embora não estivesse nos planos, acabei de me dar conta que só citei autores nacionais - o que é ótimo, porque precisamos valorizar um pouco mais a literatura brasileira. De qualquer maneira, eu me vejo tranquilamente contando essas histórias à noite, numa roda de amigos, assustando a todos com as reviravoltas de cada enredo, MUAHAHAHA! O plano inicial era indicar qualquer tipo de história, mas acabei focando nos livros por pura coincidência mesmo: de novo, não eram exatamente os planos, mas Freud já fez toda uma tese aí sobre os caminhos do inconsciente - vocês leiam se quiserem entender os fenômenos que ocorram nesse post.
De qualquer forma! Ficam aí três histórias de terror, daquelas de dividir com os amigos e morrer de medo junto. Espero que se borrem de medo (e que se apaixonem pelos dois autores que me inseriram no mundo dos livros). Terminamos por aqui, jovens mortais! Que os espíritos vos assombrem a noite, e que tenham uma péssima semana!
E feliz Sexta-feira 13!


Esse post faz parte do projeto Bruxas do 31. Para saber mais, clique aqui! Visite também o Kakumei Blog para acessar a outra postagem sobre o tema.

Marcadores: , ,


Written by Shana | 13 de outubro de 2017 | 4 Comentários | link to this post


«older newer»