posts shana blog links
+ + +
Como era a antiga blogosfera?

Saudações, queridas leitoras e leitores deste blog! Vocês ficaram curiosos, e eu resolvi encontrar o ânimo pra falar sobre a nossa querida blogosfera - quer dizer, eu já tinha falado que esse mês seria dedicado a isso, mas, bem, não custa reforçar.
Hoje, eu resolvi terminar o meu rascunho sobre a antiga blogosfera - mas dessa vez sem ostentação nenhuma, e sim falando dos aspectos bacanas (esses dos quais a gente tem saudade) e também dos aspectos ruins e cafonas. Por isso, eu não vou entrar na famosa rixa entre o que chamam de "nova blogosfera" e "Blogosfera Old school", porque já tem muitos textos sobre isso (inclusive aqui no Hishoku, diga-se de passagem) e porque acredito que esses "desabafos" são muito tendenciosos: tem muito blogueiro old school saudosista, enaltecendo a "maravilhosidade que era a blogosfera no passado", e já vi muitos blogueiros novos se perguntando como será que era essa "época dourada" e "maravilhosa" do mundo dos blogs. Pra falar disso, fiz uma pequena lista com algumas coisas que a gente fazia, ou que aconteciam naquela época - a saber, entre os anos de 2002 e 2010, mais ou menos. Ademais, eu vivi mais o universo dos blogs otakus, então muito do que eu narrar por aqui diz respeito a esse grupo específico!
Venham comigo que tem bastante mico pra gente rir juntinhos! <3
Muitos nicknames repetidos
Quando comecei a blogar, eu usava o nickname "Bia Kinomoto". Ninguém sabe disso porque ninguém conhecia meu blog na época - e ele durou poucos meses, o coitado. Mas aí eu comecei o BDK, e a maioria das pessoas que ouviu de mim nessa época me conheceu como Kitsune Kagome, ou o mais comum: K@gome-chan. Usei esse nickname de 2003 até mais ou menos 2006, quando acabei mudando pra Shana (que é como todo mundo me conhece hoje).
Hoje em dia tem umas tretas de exclusividade pela internet, mas naquela época cada projeto pra blog tinha ao menos 15 Kagomes inscritas nele. Ino, Sakura e outras personagens de Naruto, Chii's e Sango's, Usagi's e afins. O universo de animes que assistíamos era bem restrito e pouca gente falava japonês, então a maioria das pessoas usava o mesmo nome. Eu já me deparei com uma K@gome-Ch@n e com uma K@GoMe-Ch@n, pra terem noção.
A criatividade era escassa, na real, e eram pouquíssimas pessoas que usavam seus nomes próprios - se usavam, ninguém mencionava sobrenomes, porque a graça dos blogs era justamente ser anônimo e poder postar desabafos e segredinhos sem que ninguém fora da internet soubesse de algo. O que é bem o oposto nos dias de hoje, não é?

A gente só postava porcaria
Hoje em dia os blogs se preocupam muito em postar conteúdo de qualidade, então chovem resenhas, dicas de apps, tutoriais de html, fotos bem editadas, coisas sobre moda e cabelo, enfim: existe uma preocupação real com qualidade e profundidade do conteúdo, na maioria das vezes.
Antigamente não era assim.
Primeiramente que ninguém escrevia certo - a gente escrevia tudo abreviado, tudo errado, e se um post tinha mais de 20 linhas era um post enorme. Lá por meados de 2006 ou 2007 começou o boom de projetos avaliativos, e aí as pessoas começaram a se preocupar mais com escrita e conteúdo - mas no começo da febre blogueira era muito possível postar uma imagem com "2 linhas di texto escrito axim q o blog jah era considerado atualizado". E isso foi antes da fase emoxês, heim? Que foi a pior, diga-se de passagem. Por que o "O" era sempre maiúsculO?
Ainda assim, mesmo com as avaliações, um blog com "conteúdo" era aquele que fazia, sei lá, uma indicação de anime de 5 linhas. Num geral as pessoas só falavam da própria rotina mesmo.

A gente se preocupava mais com design de imagens
A linguagem do HTML evoluiu muito nos últimos anos, e é possível fazer muita coisa só juntando códigos - essa pra mim é a maior aquisição da blogosfera atual, porque nossos códigos antigamente só contavam com negrito, itálico e sublinhado, e no começo a gente nem sabia mudar as cores das coisas.
Assim, pra personalizar um blog e deixar ele bem bonito, a gente apostava mais na edição de imagens. O primeiro sinal de que seu blog era muito bom era ter um layout com o nome do blog no banner (coisa para a qual as pessoas quase não ligam atualmente), uma vez que a maioria de nós dependia de template shops - ou, como chamam hoje, layouts free.
O sonho de toda blogueira era ter um programa de edição de imagens, geralmente o Fireworks, pra fazer seus layouts, buttons e plaquinhas. Sempre tinham plaquinhas pra iniciar e encerrar os posts, usávamos muitos avatares e houve uma época em que fazer um post sem nenhum icon 100x100 pra enfeitar era um vexame. Também haviam muitos gifs piscantes em tudo o que era lugar, e quanto mais plaquinhas, selos de projetos e imagens no seu blog, mais chique ele ficava.
Tudo era personalizado: relógio, calendários, music player, enfim! Esse é um traço que eu acho que foi se perdendo com o tempo, porque muitas blogueiras de hoje não parecem se preocupar tanto em aprender a editar as imagens, ou fazer banners para seus layouts. O que nos leva ao próximo item dessa lista:

Os blogs tinham mais personalidade
Se tem uma coisa que incomoda todo mundo que bloga a mais de 6 ou 7 anos, é a mesmice do blogs atuais. Hoje existe uma preocupação muito grande em ter um blog bonito e da moda, e isso leva muitos blogs a terem a mesma cara, que é mais ou menos assim: um layout em tons de cinza, com umas flores, aquarelas ou patchwork, duas colunas retas e bem quadradas em branco, texto escuro, e aí seguem: foto com a cara da blogueira, um perfil de 4 ou 5 linhas (onde coloca-se nome, idade, profissão, signo, fandom de preferência (ou casa de HP) e uma sigla de um teste de personalidade super manjado); uma parte com redes sociais; uma parte com seguidores ou afiliados; arquivos do blog; campanhas da qual ele faz parte.
Confessem: vocês visualizaram uns 15 blogs diferentes só lendo essa descrição, não? Eu sei que sim, nem tentem escapar.
Ao contrário do que acontece hoje, naquela época a ideia era fazer seu blog expressar quem você era. Então a gente personalizava tudo - as barrinhas, as imagens, o banner, a posição das coisas - quanto mais coisas você pudesse fazer de diferente pra deixar o seu estilo particular em evidência, melhor. A gente acabava encontrando as blogueiras que gostávamos mesmo se elas mudassem de blog, e se alguém ganhava um layout feito por elas, sabíamos sem ler os créditos - nós conhecíamos o estilo umas das outras.
Eu, por exemplo, sou uma mistura de clean e poluído, sempre abuso de brushes, patterns e texturas (geralmente, light textures). A Mitsu, do Kazeyoku, já sempre teve um estilo mais carregado, se atentando aos mínimos detalhes, e sempre usou formas mais ousadas. A Helo, do atual L'Enigmatique, sempre teve um design vibrante, com muitos brushes e texturas coloridas - e um costume que ela ainda mantém é o de usar efeitos em textos e fontes, com overlay (você acha que eu não notei dona Helo?). Hoje eu tenho mais dificuldade em reconhecer o estilo das pessoas assim, e como o foco está em seguir um determinado estilo, é comum a gente ver blogs iguais ou com layouts "padrão" (tipo aqueles kawaii desu em cores pastéis com alguns gifs ou icons de kpop pra dar uma personalizada).
Algumas pessoas mais novas tem conseguido sair mais desse padrão, contudo, então eu não perdi totalmente a esperança nesse item!
A gente gostava muito de plaquinhas
Vocês acharam que não ia ter gif piscante nesse post?


Pois é claro que acharam errado.
O símbolo mais nostálgico da antiga blogosfera são as plaquinhas animadas - mas a gente usava elas a rodo, mesmo estáticas. As plaquinhas em geral tinham saudações (tipo essa aí em cima), mas elas também podiam ter conteúdos meio inúteis tipo:


Também era comum postarmos plaquinhas com mensagens, geralmente umas coisas românticas, ou meio narcísicas, ou de auto-ajuda - como essa aí em baixo:


(O que me fez pensar que era um costume da minha geração, porque não existia tumblr, redes sociais e afins, e nós costumávamos fazer caderninhos pra anotar mensagens tipo essas e trocar entre as amigas na escola. Olha só o fator geracional aí na nossa cara)
Hoje, eu ainda mantenho o costume de colocar plaquinhas no início do post, de presentear as pessoas com elas e afins, mas confesso que nem sempre eu sinto falta dessa "piscância" toda. Acho que a tendência é que as coisas fiquem mais limpas e práticas, e um blog lotado de imagens piscantes tende a ser mais pesado e cegante - sinto falta de trocar plaquinhas entre as pessoas, contudo, e tenho tentado voltar esse costume desde meados de 2014, quando criei o Senbon (quem se lembra?). Espero que as pessoas continuem mantendo também!
Haviam muitos projetos rolando
Se eu disser que era comum um blog estar inscrito em 4 concursos, 10 awards e 15 prédios para blogs, soa estranho pra vocês?
Pois é, pra nós não soava, não. Inclusive, era pouco - os projetos eram tantos, tão variados, que a gente podia escolher em quais participar. O objetivo era sempre ganhar alguma coisa - layouts, plaquinhas, destaques e afins, e as interações eram bem menores que as de hoje. As atividades não eram nada complexas, e a maior parte das pessoas só se inscrevia pra colecionar selinhos mesmo (que era uma moda entre nós, como eu já falei em algum momento dessa postagem).
O que eu mais sinto falta são os projetos avaliativos, porque eles me incentivavam bastante a melhorar o meu blog. Naquela época eu era uma blogueirinha bem da ralé, por assim dizer, me inspirando em várias pessoas do que eu chamava de "realeza" na minha cabeça - as blogueiras que tinham seus próprios domínios, cujos blogs seguiam as tendências dos sites de webdesign internacionais, e meu sonho era ser uma dessas blogueiras conhecidas que tinha blogs super bonitos e iniciavam tendências.
Além disso, realizar seu próprio projeto era sinônimo de ter vencido na vida blogueira, de ter se estabilizado na blogosfera ou algo assim, porque você precisava premiar as pessoas com alguma coisa. Eu cheguei a fazer alguns projetos, mas ao mesmo tempo que tínhamos muitos, eles duravam bem pouco - nenhum dos meus era muito famoso ou conhecido como o Condomínio das Otakus, o Foufux Awards ou o Onigiri Quase Prédio (que ainda existe, aliás!).
Dos meus, o único que vingou foi o Emotion Contest, que eu cheguei a ressuscitar, mas que não tem uma nova edição há pelo menos uns 3 anos.
As pessoas se falavam mais
Uma coisa da qual já vi várias blogueiras old-school reclamarem é: as pessoas respondem os comentários no próprio blog.
Quem acompanha o Hishoku já deve ter notado que eu não tenho esse costume, e confesso que também não lembro de ir checar as respostas aos meus comentários. Naquela época, a gente tinha umas regras não ditas de boa-vizinhança, por assim dizer, que eram:
1. Sempre visitar os blogueiros que comentaram no seu post e retribuir o comentário no post deles;
2. Nunca divulgar seu próprio blog nos comentários, nem pedir pra retribuírem a  sua visita;
3. Sempre ler a postagem antes de comentar, e fazer um comentário relevante.
Essas 3 coisinhas se perdem um pouco hoje, principalmente com relação a retribuir visitas e comentários. Naquela época as pessoas desanimavam menos, porque sempre conversavam com alguém pela blogosfera. Hoje as pessoas estão mais focadas em números, seguidores (QUE O BLOGGER VAI TIRAR, GRAÇAS À DEUSA) e visitas, e se esquecem de fazer por merecer esse contato e retribuir quando o recebem.
Alguns de nós acabam mantendo os antigos costumes, e eu confesso que gostaria que as pessoas conversassem mais entre elas na blogosfera, porque disso eu também sinto saudade - era muito mais legal trocar comentários e ficar conversando com alguém constantemente, do que comentar só pra receber mais visualizações, por exemplo. Ficavam ambos os lados mais incentivados e animados com seus próprios bloguinhos~


Enfim; apesar da lista longa, eu apostaria dinheiro de que outras blogueiras lembrariam/destacariam outros itens que eu não coloquei aqui. Meu objetivo era ilustrar um pouco desse tempo, que tinha sim muita coisa legal que foi se perdendo, mas que contava também com a sua dose de cafonagem, HAHAHAHA! O que vocês acharam? E quem era dessa época, acha que esqueci algo? Me contem, que eu fico curiosa <3
Agora, antes de encerrar esse post, quero falar sobre o sorteio! Agradeço à Moh e à Helo pelas sugestões, aliás.
Para celebrar o aniversário do blog, vou sortear um pack de designs - pra participar basta preencher este formulário, colocando seus dados e selecionando quais itens você gostaria de ganhar! O resultado sai dia 27 de Março, quando celebraremos os 15 aninhos do Hishoku ♥
Por fim, encerro por aqui! Uma boa semaninha à todos, e não esqueçam de vir pra nossa festa! <3 Beijinhos e até a próxima!

Marcadores: , ,


Written by Shana | 23 de março de 2019 | 13 Comentários | link to this post



«older home newer»