posts shana blog links
+ + +
O que eu andei ouvindo #1

Eu não faço ideia se alguém se atenta a esse tipo de coisa, mas 99% dos quotes das edições e plaquinhas que eu faço têm trechos de alguma música. É muito difícil que eu consiga fazer algo sem ouvir música, ou me inspire sem ela - o que me leva a ficar de coração partido com o fato de que cada vez mais fica difícil colocar música pra tocar no meu blog, porque daí vocês nuncas vão entrar no clima como eu planejo. Fazer o quê, coisas da vida né non?
Isso dito, quem observa esse tipo de detalhe consegue descobrir muito facilmente o que eu ando escutando vendo meus designs - e eu adoro indicar os artistas que têm me inspirado pra outras pessoas, mas daí como eu nunca tive aquela paciência de resenhar músicas, optei por comentar do que tenho escutado nos últimos tempos. Também sinto falta de falar mais do meu cotidiano aqui na blogosfera (sdds conteúdo dos blogs pessoais old school), resolvi juntar as duas coisas numa só. Sendo assim, hoje vamos de trilha sonora cotidiana - ou, o que eu andei ouvindo nesses últimos tempos!

Gen Neo
O artista que inspirou grande parte dos designs que fiz pro blog desde Janeiro.
Quem acompanha música coreana pode já ter visto as parcerias que o Gen Neo fez com a Amber Liu e com o Henry Lau - mas é em mandarim que ele produz com afinco, inclusive colaborando com vários artistas chineses (como a Fei, ex-miss A).
Eu quase bati minha cabeça na parede quando me dei conta de que não incluí esse homem maravilhoso na minha lista de artistas que merecem mais atenção - embora pelas mídias que acompanho, não tenho noção do quão famoso ele pode ser na China, então né.
O Gen Neo compõe num estilo pop meio R&B - aquele pop que a gente ouvia bastante nas trilhas sonoras dos anos 90, estão lembrados? As letras dele são ótimas, e a estética dos últimos clipes é absolutamente maravilhosa - uma verdadeira obra de arte, esse homem e suas produções.
As músicas que mais ouvi neste mês foram a Over You, seu lançamento mais recente, Stop Sugar (provavelmente a minha favorita) e Come With Me, que é uma delícia.
K-12, da Melanie Martinez
Muita gente já conhece a Melanie, mas ao mesmo tempo sempre que menciono o trabalho dela, tem uma galera que não sabe quem é ou só ouviu falar - o que é uma pena, pois ela tem um trabalho fantástico no qual fala sobre temas pesadíssimos de maneira lúdica e simbólica.
K-12 é o mais recente álbum dela, e nele (intitulado a partir de uma 'gíria' para o período escolar americano) Melanie faz uma analogia com o ambiente educacional para criticar uma série de coisas, entre elas a objetificação feminina, transtornos alimentares, bullying e outras questões sociais importantíssimas.
A divulgação dela é super criativa, uma vez que os álbuns dela são visuais e todas as faixas têm clipes. Dessa vez ela foi além e fez um filme - que eu ainda não assisti por pura preguiça, mas muita gente já me falou bem dele. De todas as faixas, as que mais tenho escutado são Highschool Sweethearts (minha predileta disparada), Strawberry Shortcake, que traz uma mensagem muito importante sobre a relação com o próprio corpo e a culpabilização das mulheres pelos abusos que elas sofrem, Detention e Lunchbox Friends. A única faixa no álbum com a qual não fui muito com a cara é Recess, mas as demais estão num loop infinito nos meus ouvidos desde o lançamento!
Map of The Soul: 7, do BTS
Já falei desse num post aqui do blog, mas assim que o álbum mais recente do BTS saiu, eu fiz o favor de ouvir todas as músicas, ver todos os ensaios fotográficos e comprar o bendito (que aliás tô sentindo que vai ser extraviado, muda Brazeel).
Ouvindo o MOTS: 7 é possível perceber o amadurecimento do grupo em termos de composição - embora a Big Hit hoje tenha muita grana pra investir nos grupos deles e as músicas do BTS passam por um zilhão de mãos até serem finalizadas. Nas letras eu percebi muitas coisas que os meninos já vinham falando em entrevistas, e lembrei especialmente do SUGA que, sempre que questionado sobre como era estar no topo, falava sobre como é assustador ter tanto destaque e a constante pressão de não poder falhar, de que do topo a queda é maior e coisas assim. É muito bacana ver algum artista falando com essa honestidade sobre algo que todo mundo almeja, mas que como tudo na vida tem o seu lado escuro - Shadow, inclusive, é a melhor composição desse álbum pra mim.
Por fim, aproveito pra falar de uma faixa recente, fora do álbum, mas que é uma parceria com o BTS: Who, do Lauv. Adorei essa canção, a letra, o feat. com meu ship, vamos enaltecer esse jovem Lauv por essa música maravilhosa!
Dua Lipa
Por algum motivo que desconheço, estava ouvindo música com meu irmão no meio de uma faxina e acabamos caindo numa playlist da Dua Lipa - que acabou de lançar Physical com o clipe mais colorido desse ano, risos. Embora ache a voz dela linda, nunca tinha parado pra de fato ouvir a Dua Lipa - enalteci New Rules e IDGAF pelo seu conteúdo misandria e alegria empoderador, mas nunca me atentei de fato ao trabalho dela.
Putz, que grande erro, minha gente!
Desde o início do ano acabei me dedicando a conhecer mais as músicas dela, e estou atualmente viciadíssima em No Goodbyes, New Love e Last Dance, provavelmente minhas faixas favoritas. Não acho que preciso me demorar muito em falar da Dua, porque ela já é uma estrela sozinha, então se você é uma dessas pessoas que fica fora do que está nos ouvidos do povo como eu, faça um favor a si mesmo e dê uma chance pra essa rainha ♥

E vocês, caros leitores e leitoras deste Hishoku? Espero que esse o post sirva ao menos pra que vocês conheçam algumas músicas novas e aumentem vossas playlists - o que pra mim é sempre um bônus, embora eu esteja bem preguiçosa pra conhecer novas músicas nos últimos anos. De qualquer forma, é sempre bom ter contato com artistas inspiradores - e quando mais eu envelheço, mais eu presto atenção a esse tipo de coisa. Por fim, quero saber: conhecem algum desses artistas? Gostam de algum deles? Me contem que eu gosto de saber, pra surtar junto quando tiver novidade HUAHUSHAUHS
Beijinhos a todos, e até a próxima!

Marcadores:


Written by Shana | 16 de março de 2020 | 3 Comentários | link to this post



«older home newer»