posts shana blog links
+ + +
Será? Pizza de Liquidificador!

A quarentena em São Paulo segue oficialmente até Junho, e embora aqui em casa a vida esteja relativamente tranquila e sem muitas reclamações, eu preciso admitir: saudades poder pedir pizza por delivery.
Não que eu desconfie do cuidado que as empresas tem clamado tomar, mas não que eu confie 100% também. O que me leva ao seguinte fato sobre mim: eu adoro pizza. Eu adoro pizza e, se não fosse disciplinada, eu certamente comeria uma inteira sozinha - não porque eu aguento, mas porque eu gosto muito de pizza mesmo, mesmo. E a única pizza caseira que eu já comi e aprovei nessa vida foi a da mãe de um amigo meu, que era fabulosa e eu quase comi tudo sozinha. Ela dizia que era super fácil fazer, eu não acreditei - muita gostosura.
Mas daí o Paulo Cuenca me foi e fez uma pizza de liquidificador??? Eu tinha que testar imediatamente?????
Pois é, leitores e leitoras deste blog. Hoje a gente vai aprender a fazer uma pizza-zinha marota em casa mesmo, pra evitar o contato com caixas de papelão e comer felizes e contentes sem paranóia!

Ingredientes
• 2 ovos
• 4 colheres de manteiga em pomada
• 1 xícara de Leite
• 2 xícaras de Farinha de Trigo
• 1 pitada de sal*
• 1 colher de sopa de Fermento Químico em pó

Para o recheio:
•  6 colheres de sopa de molho de tomate
•  400gr de queijo Muçarela (sim, 'zz' em português se traduz em 'ç')
•  Orégano a gosto
•  Meio tomate
Preparo

Antes de mais nada: essa receita rende duas pizzas médias, maiores que as congeladas de mercado, mas menores que as feitas na pizzaria! Isso pode variar de acordo com a sua assadeira, então se atente a isso.
Para preparar a massa, basta colocar todos os ingredientes - com exceção do fermento - no liquidificador e bater por 5 minutos. Sim, é só isso mesmo. Quando a mistura estiver homogênea (lisa, sem pedaços de nenhum outro ingrediente visíveis), você adiciona uma colher de sopa de fermento químico e mexe com delicadeza, usando uma espátula (pão duro) ou colher. Se você tem medo de medidas, saiba que a tampa do potinho (nas marcas Royal e Dona Benta) é a medida exata de uma colher de sopa!
Um adendo: a massa é um pouco pesada, então você terá que abrir o liquidificador e ir mexendo com uma colher (ou outro utensílio) pra ajudar. Dá também pra bater a massa na mão (recomendo um fuê) ou na batedeira, que vai mais fácil! Se trocar por uma dessas, mesma história: misture os ingredientes todos, mas só adicione o fermento no final.
Quando a massa estiver pronta, espalhe o conteúdo em duas formas untadas e enfarinhadas, pra ela não grudar. Você pode usar a bundinha de uma colher comum pra ir dando forma à sua massa, e espalhar com mais facilidade pelas assadeiras. Uma dica é não ficar espalhando demais a massa pra 'render', porque ela não cresce tanto - então quanto mais você esparramar, mais fina ela vai ficar depois de pronta!

- Forno -


A segunda etapa é pré-assar as massas pra, depois, recheá-las. Primeira dica é pré-aquecer o forno a 180ºC - então quando você decidir que quer fazer pizza, já liga o forno e deixa ele pelo menos uns 10 minutos esquentando!
Forno pré-aquecido, você vai deixar suas massas assando por pelo menos 15 minutos. A ideia é que a massa não fique totalmente assada, mas que forme uma 'película' - se você encostar o dedo delicadamente, ela não gruda na sua pele, mas continua meio crua. Quando a massa estiver nesse ponto, tire do forno e mãos à obra!


Pra rechear, eu usei 3 colheres de sopa de molho de tomate pronto, e pra cada pizza usei 200gr de muçarela. Se você tiver muçarela ralada é melhor, mas se você é um pobre cidadão comum como eu, dá pra usar o queijo fatiado mesmo. Pra cobrir de maneira mais uniforme, eu fui picotando as fatias, como na foto abaixo:


Assim que sua pizza estiver coberta com seu recheio favorito, ela volta pro forno por mais 20 minutos. Nas receitas originais - que eu consultei antes de testar aqui em casa -, eles indicam de 10 a 15 minutos, mas as minhas só ficaram com o queijo todo derretido e bonitão com 25. Fica aí então ao seu critério.

Considerações Finais
Apesar do nome, bater a massa no liquidificador é um tico chato, então é uma boa testar a receita usando uma batedeira ou a força braçal mesmo. A massa fica bem leve depois de assada, até um pouco mole - então outra dica é tentar pré-assar por mais tempo, ou assar a pizza inteira por mais tempo na segunda ida ao forno.
No mais, a receita alimenta bem pelo menos 4 pessoas, pois embora seja menor que uma pizza comum, dá pra cortar em 8 pedaços médios numa boa (e ainda sobra uma ou duas fatias pra comer no café da manhã). A receita é prática, econômica e bem fácil de fazer - é só ficar atento às idas ao forno e ao fermento químico. De resto, é só delícia ♥
Espero ter contribuído pra que vocês possam colocar mais sabor na semana de vocês. Cuidem-se, lavem as mãos, fiquem em casa (se possível) e até a próxima, queridos leitores!

Marcadores: ,


Written by Shana | 15 de maio de 2020 | 5 Comentários | link to this post



«older home newer»