posts shana blog links
+ + +
Aquele post fotográfico #5 - 2018 pt.1

Saudações, queridas leitoras e leitores! Espero que tenham passado bem os dias. Eu vou indo bem - é a primeira vez em meses que consigo passar mais de duas semanas sem nenhuma crise de qualquer coisa - uma vitória pra ser celebrada! Além disso, teve comeback do BTS essa semana, embora eu confesse que a faixa-título não caiu muito nas minhas graças (precisei ouvir umas 5 vezes pra começar a achar interessante). Ainda estou lidando, também, com o conceito "enfiei a cabeça numa gema de ovo" que é o cabelo do Jimin pra esse comeback, mas vamos lidando. O álbum está bom, embora eu não tenha achado ele muito Kpop? Faz sentido? Acho que tem um popzinho bem americanizado, bem emo, bem jazz e algumas faixas me deram um clima de bossa nova. Algumas faixas me dão uma sensação anos 90 - e considerando o último comeback do EXID, os anos 90 estão voltando com tudo no Kpop. Bom, faz parte - não é de todo ruim, mas eu certamente estava esperando outra coisa. Enfim, coisas que a Billboard faz com os artistas, né.
Mas não é pra isso que estamos aqui; hoje eu finalmente vou pagar parte da minha promessa e vou mostrar o que eu ando fazendo da minha vida em imagens - isso mesmo, meus caros, hoje tem post fotográfico nesse Hishoku! Apertem os cintos, porque tem coisas desde fevereiro pra exibir neste blog. Sigam-me os bons~



Pra começar, esse ano eu celebrei meu aniversário no Sukiya, que é um restaurante fast-food especializado em gyudon e lamen. Acabamos indo só eu e uma amiga porque, como já aconteceu muitas vezes, meu dia caiu no carnaval e muita gente já tinha compromissos quando eu resolvi celebrar minha existência de uma hora pra outra. Foi interessante, porque aí nós duas acabamos fazendo aquele tour em SP e fizemos várias coisas. Mas antes de falar dessa aventura, aí na foto vocês veem um bowl gostoso de carne com shimeji, e uma porção de karage. Devo ter gastado por volta de R$ 30,00 nesse combo maravilhoso~


Como eu dizia, eu e minha amiga aproveitamos que éramos só nós duas e fizemos um pequeno tour por SP. Fomos no Sukiya ali da liberdade, e depois de alimentadas, resolvemos caçar por alguma sobremesa em conta. Acabamos (re)descobrindo a Iglu Shaved Ice, uma sorveteria pequenininha, escondida na Rua dos Aflitos - porque gente aflita precisa encontrar felicidade em algum lugar, né?
A gente já sabia da existência do lugar, mas nunca entramos e nos arrependemos de não ter feito isso antes! Pedimos um shaved ice de melão, cujo sabor era divino, e comemos os feijões vermelhos pela primeira vez 'in natura'. O combo dos feijões com sorvete ficou ótimo, e o preço vale a pena (se não me engano, rachamos uma porção grande, e gastamos entre R$ 12,00 e R$ 16,00. Os preços podem ter mudado tho, isso faz 3 meses). Tem muita coisa gostosa por lá, e só não experimentamos de tudo porque estávamos fazendo economia -q


Antes do sorvete, nossa intenção era tomar bubble tea - contudo, o local que a gente costumava frequentar aumentou o preço pra um valor irreal pra nossas carteiras. Minha amiga sugeriu o Bubble Kill (BBK), mas a sede da Liba é sempre absurdamente lotada. Como a do Shopping Santa Cruz é mais vazia, acabamos indo pra lá - eu disse, era um tour pela cidade, basicamente. Foi minha primeira vez no shopping e fiquei chocada com o quão pequenininho ele é, mas o bubble tea valeu a pena. Aí na foto vocês veem um com pobá (as famosas bolinhas de tapioca), mas eles também tem umas bolinhas "de sabor", e se você fizer o combo certo, fica divino! Recomendo, os preços deles são bacanas e o bubble tea além de saboroso, é super refrescante ♥ O preço varia um pouco dependendo do tamanho, mas esse aí da foto foi menos que R$ 20,00.


Logo após meu aniversário, aproveitei o feriado de carnaval e viajei pra Assis, no interior de São Paulo, que é a cidade onde morei e estudei por 5 anos. A ideia era rever alguns amigos, visitar uns lugares que eu gosto e sair de lá com meu diploma. Já comentei aqui que estou com o diploma em mãos e o que fiz por lá, mas fotografei algumas coisas e queria mostrar pra vocês também ♥


Aqui não tem muito o que dizer, mas essa é a vista da universidade na qual estudei quando se entra. Não tirei foto da fachada (porque fica numa avenida movimentadíssima e que dá pra rodovias, e eu prezo minha vida), mas essa é a carinha da Unesp Ax (ou Terra do Nunca, como é carinhosamente - ou não - chamada por seus alunos). A foto é mais pra ilustrar o lugar que eu frequentei diariamente por 5 anos da minha vida - embora o prédio de psicologia, na verdade, fica atrás desse daí, que é o prédio de letras e onde ficam um dos auditórios e as sessões técnicas e tal.


E já que estamos falando de Assis, um dos pontos "turísticos" da cidade é a Catedral. Ela fica bem no meio da cidade, no centro, e o sino toca de meia em meia hora - dá pra ouvir de bem longe, inclusive. Embora eu não seja tão religiosa, já falei aqui no blog que adoro construções católicas (ou religiosas em geral) por conta do valor histórico e arquitetônico que elas têm, e a catedral de Assis é bem bonita. Ela tem um pátio grande em frente, e já realizamos várias atividades da universidade ali, inclusive algumas ações e manifestações. É um 'point' - se você ou algum amigo estiverem perdidos por lá, procurem a catedral e tudo certo!


Uma coisa que me decepcionou nessa viagem foi que alguns lugares nos quais eu gostava de comer foram fechados - graças aos deuses que o House não é um deles! House 630 é uma hamburgueria maravilhosa, e um dos locais que eu sinto mais falta pra comer (porque hambúrguer artesanal em SP é o preço de um rim, aparentemente). Eles fazem hambúrgueres artesanais, fogaças e sobremesas deliciosas, e tudo com um preço bem bacana - digo, sai na faixa de um combo de fast-food, mas é tudo feito a mão e com muita fartura. Não tem como comer no House 360 e não se lambuzar, mas o sabor é maravilhoso! Os preços dos hambúrgueres variam de R$14,00 a R$30,00, mais ou menos.
E sim, o nome está errado nas fotos. Só percebi agora. Lidemos com isso.


Depois do lanche, eu e uma amiga comemos essa torta-mouse-cheesecake de chocolate (pra ser honesta, eu não lembro mais qual era o nome. Me julguem). Era muito recheada, cremosa e saborosa - e, como todo o resto, com um preço realista. O único defeito da House: ela está em Ax, e eu em SP. De resto, tudo certo. Oro aos deuses todo dia para que façam sucesso, virem uma franquia e cheguem à SP!


Como eu mencionei acima, muitos dos lugares que eu gostava de visitar em Ax tinham fechado - entre eles o Hall, que era um café maravilhoso. Apesar disso, no mesmo lugar abriram a Cafeteria Santo Onofre, que embora tenha um menu diferente, não deixa de ser gostosinha também. Acabei indo pra conhecer, e achei o lugar bacana, com preços... mais ou menos. Achei um pouco carinho, mas ainda assim é tudo bem gostoso - eles tem um cardápio extenso de bebidas e guloseimas, então vale muito a pena nesse quesito. O lugar tem um climinha bem caseiro e gostoso, então é ótimo pra tomar um café a tarde com alguém. Aí na foto, vocês veem um capuccino frozen gigante, que eu paguei acho que R$ 18,00, mas me deixou BEM satisfeita.
Mais uma coisa que sinto falta de Ax: cafés são lugares onde seres humanos comuns conseguem comer sem doar os rins pra pagar! Maldita seja a gourmetização de SP. ç_ç


Após a viagem, minha mãe quis que eu saísse com ela pra comprar presentes de aniversário. Acima estão as coisinhas que ela me deu! 
Pra começar: eu tenho uma amor incondicional por canecas. Tenho várias, e sinto que posso comprar muitas mais e não será suficiente. Apesar de eu gostar delas por causa do meu amor por bebidas quentes, eu também gosto de canecas bonitinhas (como deu pra ver na foto). Essa caneca azul-turquesa, por exemplo, eu tinha visto num outro passeio, mas na época achei que estava muito cara pro meu bolso - daí, já que mamãe estava me presenteando, brinquei que poderíamos voltar na loja atrás da caneca e não deu outra, ela me botou no carro e fomos até lá! Comprei na Preçolândia, e agora não me recordo quanto eu paguei - foi algo entre R$ 10,00 e R$ 20,00. Já a caneca azul de bolinhas a gente comprou na Daiso, no mesmo dia, e se não me engano custou entre R$ 9,00 e R$ 11,00. Em baixo, tem dois cable holders em formato de biscoitinho - pra quem não sabe, são uns acessórios de silicone pra gente enrolar cabos, em especial fios de fone de ouvido - um must pra mim, que ando sempre com fones de ouvido e termino com eles todos embolados na bolsa.


Mais uma foto, pra vocês verem como funciona. Pra quem se interessar, essas belezinhas custaram cerca de R$ 8,00.
Infelizmente, o cable holder não funciona tão bem com esses fones que têm microfone, ou algum botãozinho de volume. Depois de uns meses, acabei comprando mais um joguinho - dessa vez com os cookies quadradinhos. É um salvador da pátria, eu diria, a melhor invenção da humanidade tecnológica.


Mais presentes! Esse livro eu ganhei da minha amiga, enquanto fazíamos nosso tour pelo Shopping Santa Cruz. Ainda não li - tinha visto uma resenha num blog e fiquei interessada; contudo, na minha cabeça ia ser um romance infanto-juvenil fofinho e, na verdade, parece que é uma história meio pesada. Estou ensaiando para lê-lo desde então, mas tenho fé que consigo fazer isso ainda esse ano -q
Adorei o presente, anyway. Livro é sempre uma boa pedida, né?


Esse aqui não é bem um presente, na verdade: eu tinha pedido esses batons pela revista da Avon e estava esperando a entrega, e eles chegaram em casa - pasmem - no dia do meu aniversário! Acabei considerando que foi um presente meio sortudo, hahaha!
Peguei dois tons de vermelho: o Vinho Rock, da color trend, e o Rose Radiante, da linha True Color com FPS 15. Adorei os dois - a cor, a pigmentação, como ficam na boca e tal. O rosinha, por outro lado, acabou sendo uma decepção. Aparentemente, batons cor-de-rosa ficam estranho na minha pele (parece que estou sem boca?), então embora eu tente os tons de rosa-queimado e eles não sejam exatamente claros, não ficam legais em mim - uma pena, porque eu gosto até. Acabei dando pra minha mãe, mas fiquei satisfeita com a compra mesmo assim.


Por fim, essa foto é só uma ostentação mesmo. Entre fevereiro e março, meu irmão conseguiu entrar na faculdade - está cursando Ciência da Computação. Entrou numa universidade particular com a nota do Enem, e saímos pra comemorar a conquista (até porque ele nem estudou pro Enem, então foi uma surpresa e tanto quando deu certo). Acima vocês veem meu lindo prato do Asiatika, um self-service de comida oriental que tem em alguns shoppings aqui de SP. O preço foi bacana (esse prato aí, com gelatina de cortesia e um refri, saiu cerca de R$ 35,00) e a comida estava uma delícia. E eu só tirei foto e postei porque comida é uma coisa linda mesmo.
Oi Hina, essa foto é pra você ♥ éssidois tá?

Enfim! Essa é a primeira vez que eu faço um post fotográfico sem qualquer sentido - e achei que ficou uma zona, pra ser sincera, mas eu queria postar as fotos todas e, bem, quem manda nesse blog sou eu uwu Se vocês acharam que foram fotos demais, tenham calma: essa é só a primeira parte, porque ainda tem outros acontecimentos fotográficos que eu preciso trazer pra vocês (isso que dá ficar enrolando pra postar no blog. Fazer o quê). Hina-chan que me aguarde, MUAHAHAHAHA!
Enfim! ♥ Já confesso desde já que preguicei totalmente de revisar esse post, então perdoem possíveis erros de digitação - qualquer coisa bizarra, podem zoar nos comentários que dessa vez eu deixo. Espero que tenham gostado e que ninguém tenha morrido de passar vontade 8B Beijinhos a todos vocês, e até a próxima, queridas leitoras e leitores!

Marcadores: , , ,


Written by Shana | 20 de maio de 2018 | 3 Comentários | link to this post



«older home newer»