Come closer


Saudações, visitante! Neste momento, você se encontra no Hishoku no Sora, um blog pessoal sem fins lucrativos. Aqui se fala de tudo um pouco, então fique à vontade!
A versão atual é inspirada na música "We Don't Talk Anymore", ilustrada por Jimin e Jungkook (BTS).

Home Me Blog Links

Talk to me
Kawasumi Shana, 24 anos e contando +1 todo dia 7 de fevereiro - logo, sou toda aquariana. Adoro música, mangás, animes, filmes e livros. Odeio insetos, injeções e filmes de terror, sou criativa e contraditória, possivelmente tenho um parafuso a menos - mas juro que sou legal. Ou não.more?

Stay in touch


Follow

Unspoken Words

Past Tense

Stay a little longer

 
Hishoku no Sora
Google Chrome | 1366x768


E aí,como estamos?

Saudações, queridos leitores! Espero que estejam todos bem, animados e entrando de férias - porque o meu fim de semestre tá chegando agora, então aproveitem por mim, por gentileza. O que eu tenho pra dizer hoje é que, finalmente, depois de mais ou menos uns três meses sem falar de mim de fato, eu fiquei com o pique de pensar na minha vida e escrever a respeito! o/ O que num geral não quer dizer nada demais para as pessoas comuns, mas como eu andava sem vontade de blogar do meu jeito de sempre, isso me deixou feliz pra caramba.
Pra fins de localização (e porque eu sou dessas), meu último post estritamente pessoal, sobre o meu dia-a-dia, foi em 13 de maio - tempo pra caralho caramba, se querem saber. Eu tinha falado sobre ter encerrado um ciclo na minha vida, mas não demorou muito pra eu iniciar outros, e parece que esse está dando umas voltas bem interessantes. Deixa eu pensar por onde eu começo a tagarelar...
Primeiramente, eu comecei a terapia. Não a terapia em si - fui numa clínica escola, iniciei os plantões de triagem e agora tô esperando me chamarem pra começar o processo terapêutico mesmo (que são duas coisas bem diferentes, mas enfim). Como eu tinha clareza da minha queixa, usamos os plantões pra trabalhar as coisas de maneira mais prática, e foi bem produtivo porque mesmo com esse hiato, me ajudou a pensar várias questões minhas, e foi produtivo pra minha prática também. O que nos leva a...
Comecei meus atendimentos! Já no início do semestre eu tinha começado o atendimento de orientação profissional, e pareceu ser produtivo ao grupo que eu e meu amigo atendemos (espero que tenha sido mesmo). Foi bem tranquilo, já que tinha um veterano maravilhoso ao meu lado pra me ajudar, e eu finalmente pude colocar em prática uma série de conhecimentos que eu fui acumulando nos últimos 3 anos. Além desse, comecei a atender na clínica também - e apesar de todos os medos e inseguranças, não tem muito segredo. O negócio é chamar o paciente, sentar a bunda na cadeira e ouvir o que ele tem a dizer. Sinto que me falta prática (óbvio), mas só dá pra sentir o que é um atendimento quando a gente começa a atender mesmo. Mas num geral tô gostando de tudo, de verdade ♥ é bem empolgante!
Além disso, eu tenho conseguido cumprir as minhas metas! Sim, aquelas que eu formulei no início do ano. Tenho me concentrado muito em fazer mais coisas que eu gosto e me desviar daquelas que me chateiam, tenho voltado pra casa dos meus pais sempre que dá, e também estou conseguindo incluir mudanças na minha dieta, pra tentar ao menos uma alimentação mais saudável - que não garante que eu vou perder peso, mas me deixou suficientemente satisfeita. Quanto aos meus dias, eu percebi que por "aproveitá-los" eu queria algo mais produtivo pra eles, no sentido acadêmico. Minhas leituras estão atrasadas, mas eu não tenho mais faltado tanto nas aulas (coisa muto comum nos últimos 3 semestres da minha vida). Uma coisa que auxiliou muito isso foi a tentativa de organizar meu sono - que é uma verdadeira guerra interna, admito -, mas notei que quando durmo bem eu produzo mais (em vários sentidos). Patinei um pouco nisso nas últimas semanas, mas espero de verdade dar conta dos meus distúrbios de sono quando retomar a terapia.
Mas das metas, a que me deixou mais feliz esses dias foi a meta das leituras! Eu tinha me comprometido a ler ao menos dois livros esse ano, e na madrugada de ontem pra hoje eu terminei o segundo! Eu fiquei tão, tão empolgada que podia ter dado uma festa - mas aí eu preferi dormir, porque tinha supervisão hoje a tarde. Minhas escolhas foram A Cabana (William P. Young), que foi bem maçante por vários motivos, e O Teorema Katherine (John Green), que eu comprei numa promoção por curiosidade e não me arrependi nem um pouco - concluí que a escrita do Green é mesmo fantástica e foi uma leitura muito gostosa. Meu próximo livro da fila literária deveria ser Questões do Coração (Emily Griffin), mas eu achei o enredo muito previsível e deixei de lado por enquanto. Pretendo começar Confie em Mim, do Harlan Coben - que já se provou um autor de escrita bem deleitosa pra mim, então vou torcer pra continuar assim.
Pensando de novo nas coisas que eu gosto, fazia um tempo que eu sentia falta de pintar na minha vida. Por um tempo eu tentei pintura em tela, mas é muito caro e dá muito trampo, e larguei o hobbie bem rápido. Quando criança, eu mantinha aqueles livros de colorir, e eles acabavam tão rápido que de uma a duas vezes por semana minha mãe tinha que renovar o estoque na banca perto de casa. Quase comprei um pacote com "50 desenhos infantis" numa banca, só pra matar a vontade, mas aí entrou aquela moda do "Livro de Colorir para Adultos", que a princípio não fez sentido pra mim. Daí, lá em Abril, eu li uma resenha em um blog xis e comecei a gostar da ideia, mas pensei o de sempre: "deve ser um absurdo de caro essa merda".
Pura ilusão! O tal livro custa cerca de R$ 30,00, e vale a pena dada a qualidade e o material. Confesso que eu não vi nada de "anti-estresse" nele, nem nada de mágico, é só um livro de colorir com desenhos bem bonitos e elaborados. Como eu gosto da atividade desde pequena (cara, eu tenho livros de colorir desde os 3 anos e eu não estou mentindo!), é uma experiência bem bacana. Mas vejam bem, eu tava quase comprando livros infantis -q então não, não é nada além do normal. Pretendo falar mais da experiência no futuro - quando eu tiver pintado algumas ilustrações, porque eu pinto umas folhinhas aqui, fecho, três semanas depois eu lembro dele de novo e aí vai...
Outra coisa que eu tenho retomado são os animes e mangás. Fazia tempo que eu só acompanhava alguns títulos mensais, mas recentemente eu voltei a ler os mangás por prazer, inclusive alguns compridos (vide o post anterior, resenha de Pandora Hearts)! Também assisti e li Kuroshitsuji, que eu pretendo resenhar futuramente, e vi/li alguns títulos soltos. Taí uma coisa que me deixou feliz pra caramba, porque a vida acadêmica não me permitia mais manter esses hobbies todos, e eu descobri também uma paixão por resenhar os mangás - mais legal ainda são esses leitores lindos que ficam me incentivando a manter esse vício, hahahaha!
Fora isso, nada mais que eu queira declarar. Esse ano que realmente me sinto mais otimista e me sinto tentando fazer as coisas darem certo, mudando meus hábitos e coisas assim. Tudo isso tem me feito feliz - embora eu ainda tenha minhas crises de apatia de vez em quando, devido ao cansaço acumulado dos últimos dois anos, mas no geral eu sinto que estou ficando bem, e isso é incrível. Também notei várias mudanças e evoluções em mim mesma no último mês, que têm me deixado orgulhosa - sinto que eu cresci como pessoa, como profissional e tudo o mais. É bacana, gente, é bem bacana mesmo! E eu termino assim, feliz em poder colocar tudo isso em texto depois de meses sem falar do meu dia-a-dia, hahaha! Um beijão a todos e até a próxima o/

Marcadores: , , ,


By Shana • quarta-feira, 8 de julho de 2015 • 14 ComentáriosLink to this post


«older newer»