let's be cool
Saudações, visitante! Neste momento, você se encontra no Hishoku no Sora, um blog pessoal sem fins lucrativos. Aqui se fala de tudo um pouco, então fique à vontade!
A versão atual é inspirada na música "Afraid to be Cool", ilustrada por Jimin e Jungkook (BTS, War of Wormone).

the coolest
Kawasumi Shana, 24 anos e contando +1 todo dia 7 de fevereiro - logo, sou toda aquariana. Adoro música, mangás, animes, filmes e livros. Odeio insetos, injeções e filmes de terror, sou criativa e contraditória, possivelmente tenho um parafuso a menos - mas juro que sou legal. Ou não. more?

come with me!


Follow

scream out!

what did you say?

bye baby bye!

 
Hishoku no Sora
Google Chrome | 1366x768


Eu vi - Maleficent e X-Men: Days of Future Past
Olá, meus amores! Como podem ver, estou super animada nesses tempos - sério, eu acho que precisava mesmo de umas férias. O pique é tamanho que eu consegui adiantar minhas leitura, e andei mexendo até com HTML! Aliás, desafio vocês a verem quais são as novidades perdidas pelo Hishoku e em suas páginas internas, haha! :x
Mas hoje em especial eu gostaria de falar de dois filmes que assisti na semana passada, e preciso contar pra todo mundo e, mais que isso, convencer tudo e todos a assisti-los, porque ambos valem muito à pena. Preparados? Pois bem, que comecem os jogos as resenhas!


X-Men: Dias de um futuro esquecido (BR)
Direção: Bryan Singer
Duração: 134 minutos

Pra começo de conversa, filmes da Marvel são filmes da Marvel, então eu costumo já esperar por ótimas produções só por ter o emblema deles no poster. Ainda assim, a princípio eu não estava assim tão animada em ver o filme - acabei perdendo o último do Wolverine e descobri que deixei passar um filme da série que estrelou nas telonas em 2011, o que me deixou bem chocada. No entanto, preciso agradecer à Nymeria por ter me convencido a assistir pois foi o melhor filme do ano até agora! Meu coração veio na boca quase o tempo inteiro: a história é super envolvente e emocionante, e os atores brilharam como sempre (mesmo aqueles que tiveram participações mais rapidinhas). Eu nem vou citar os efeitos especiais, porque eles são quase um show à parte.
Uma coisa que senti falta durante o filme foi, justamente, ter assistido X-Men: First Class (ou "Primeira Classe", no Brasil), de 2011. O enredo é uma continuação direta do último longa da Saga, de 2006, mas existem menções das últimas produções da série, incluindo X-Men Origins: Wolverine. Apesar disso, consegui pegar o ritmo bem rápido, mas admito que seria bem melhor ter visto o First Class antes. Ainda assim, julgo-o um filme excelente, que valeu cada centavo do meu ingresso - e você deveria desligar seu computador nesse instante e correr no cinema mais próximo para assistir!



Malévola (BR)
Direção: Robert Stromberg
Duração: 97 minutos

Apesar de todas as críticas negativas que andam saindo, o único pronto negativo deste filme pra mim foi durar tão pouco. Eu ficaria facilmente mais umas 3h sentada no cinema vendo nossa "fada negra" colocando geral pra correr no maior estilo Selene de Underworld (ou "Anjos da Noite" no Braisil) - e aqui, um agradecimento ao Miguel por ter percebido a semelhança incrível entre essas duas personagens maravilhosas.
Mas, se eu fosse classificar esse longa em uma expressão, eu usaria "quebra de expectativa". Meu conselho pra quem for assistir Malévola é que vá sem esperar nada, porque eu idealizei um pouco e foi bem diferente do que eu achei que seria - o que, de forma alguma, foi ruim nesse caso. A atuação de Angelina Jolie foi um verdadeiro ahazo, e ouso dizer que ela brilhou tanto que até ofuscou os demais atores (embora os personagens fossem mais figurantes do que qualquer outra coisa: Malévola é a estrela do filme, do começo ao fim). Os efeito especiais estão excelentes, o que fez meus olhos arderem de tanta cor e informação em algumas cenas, mas a Disney caprichou ao criar o cenário do Mundo dos Mors. E o que posso dizer é que, sem dúvida, existem duas cenas que valem o filme todo: a cena em que a asas de Malévola são roubadas e o seu retorno badass pra acabar com a palhaçada alheia. O resto é quase só resto mesmo.
Uma coisa que acho bacana deixar bem claro sobre esse filme é que ele, entre aspas é um filme infantil. E como uma releitura feita de um filme infantil da Disney por ela própria, ele cumpriu mais do que bem o seu propósito. E, como li por aí na internet, Malévola não foi produzido para o público que assistiu A Bela Adormecida há anos atrás, e sim para a geração de hoje, que gosta de coisas coloridas e emocionantes. Ademais, só a sensibilidade da Jolie ao interpretar a personagem e quase me fazer chorar no meio da sessão já valeu a pena. Recomendo altamente pra quem se permite ser tocado por uma história como essa, por que foi lindo de viver ♥


Tomara que eu tenha convencido todo mundo a sair de casa e ir no cinema agora. Juro pra vocês que ambos valem muito à pena - e olha que eu sou do tipo que dispensa fácil um cinema pra ver filmes no conforte da minha casa. Mas esses daí merecem, e muito, serem vistos na tela grande, vão por mim.
Espero que gostem da dica! Beijinhos a todos e até a próxima :*

Marcadores: , ,


By Shana • segunda-feira, 23 de junho de 2014 • 9 ComentáriosLink to this post


«older newer»