Come closer


Saudações, visitante! Neste momento, você se encontra no Hishoku no Sora, um blog pessoal sem fins lucrativos. Aqui se fala de tudo um pouco, então fique à vontade!
A versão atual é inspirada na música "We Don't Talk Anymore", ilustrada por Jimin e Jungkook (BTS).

Home Me Blog Links

Talk to me
Kawasumi Shana, 24 anos e contando +1 todo dia 7 de fevereiro - logo, sou toda aquariana. Adoro música, mangás, animes, filmes e livros. Odeio insetos, injeções e filmes de terror, sou criativa e contraditória, possivelmente tenho um parafuso a menos - mas juro que sou legal. Ou não.more?

Stay in touch


Follow

Unspoken Words

Past Tense

Stay a little longer

 
Hishoku no Sora
Google Chrome | 1366x768


Desordens
Em verdade eu estou muito insatisfeita comigo mesma nos últimos tempos. Porque, basicamente, eu me tornei uma pessoa muito rasa. Eu já fui muito sentimental, filosófica, profunda, todas essas coisas, mas nos últimos tempos eu tenho sentido que estou vivendo por inércia - o fluxo vai e eu vou junto com ele.
É claro que não dá pra desconsiderar o fato de que eu tive uma depressão moderada dos 12 aos 17 anos, mas eu não consigo deixar de sentir que a vida me engoliu depois do cursinho e eu não tenho mais tempo de refletir sobre as coisas. Pra mim é muito fácil de medir - embora os psicanalistas digam que não existe auto-análise -, mas funciona mais ou menos assim: eu escrevo quando eu sinto. E eu tenho escrito muito pouco nos últimos meses (ou ano), o que basicamente pode significar duas coisas:

1 - eu tô muito bem resolvida com a vida, uau
2 - eu enterrei meus sentimentos muito fundo mesmo.

Como eu não aposto muito na primeira opção - considerando que minha vida está um caos em muitos sentidos e eu evito lidar com ela -, eu só consigo concluir que me tornei totalmente apática. Não leio mais poesia, não vejo mais filmes, não tenho mais crises de choro... Sequer lembro a última vez que eu chorei, pra ser bem honesta. Pra uma pessoa otimista isso bem deve parecer que estou fazendo tempestade em copo d'água, ou que eu estou reclamando de barriga cheia, porque estou feliz e não sei reconhecer - mas olha, com a bagunça que a minha vida virou, incluindo a vontade louca de largar a faculdade, meu pai prestes a fazer uma operação arriscada e piorando a cada dia, minhas relações pessoais indo por água abaixo e a certeza de que eu não tenho muitos amigos pra correr durante minhas crises depressivas, eu acho que deveria estar minimamente abalada. E é justamente isso que me preocupa.
A que ponto eu cheguei?
Quero dizer, ao ponto de ignorar tudo isso e pronto. Não sei se consigo transparecer isso, mas eu tenho ficado dias a fio trancada em casa, sem abrir as janelas, vendo vídeos aleatórios na internet e, num dado momento do dia, eu me pergunto "O que diabos eu tô fazendo com minha vida, cara?", e o sentimento é bem esse: de que eu não pertenço mais a lugar nenhum e não tenho mais pra onde correr. E a única alternativa é tentar colocar isso pra fora em texto, sem pé nem cabeça, porque eu definitivamente não tenho muito mais o que fazer. E nem me venha com essa balela de "ah, saia, vá fazer um exercício, ler um bom livro!" porque eu tentei, ok? Eu simplesmente não tenho energia pra mais nada e a faculdade está me sugando absurdamente, ao ponto de eu não ter tempo de sofrer as minhas dores - e trancar está fora de cogitação, porque nem fodendo eu vou demorar mais um ano pra terminar essa droga.
E eu nem posso dizer que quero voltar pra minha adolescência, porque ela sem dúvida é muito pior do que isso!
Eu só queria encarar meus problemas e resolvê-los, de uma vez por todas, mas nada se resolve, nada depende de mim e ai, droga, eu só quero parar o mundo e descer dele, porque não tenho mais esperança pra nada. Eu odeio sair de casa, eu odeio as pessoas, e meus melhores momentos têm sido os dias que eu consigo dormir, porque eu ando numa ansiedade tão ferrada que não consigo pregar os olhos (só pra constar que eu escrevi isso as 5:56 da manhã, e que eu estou acordada desde as 15h). E eu nem sei se eu quero pedir ajuda porque ninguém me ajuda, só fica me fazendo perguntas inúteis e aquela balela toda que eu estou cansada de lidar com.
Acho que a frase "cansei dessa vida" nunca foi tão verdade pra mim.

Marcadores: ,


By Shana • sábado, 15 de novembro de 2014 • 4 ComentáriosLink to this post


«older newer»