Come closer


Saudações, visitante! Neste momento, você se encontra no Hishoku no Sora, um blog pessoal sem fins lucrativos. Aqui se fala de tudo um pouco, então fique à vontade!
A versão atual é inspirada na música "We Don't Talk Anymore", ilustrada por Jimin e Jungkook (BTS).

Home Me Blog Links

Talk to me
Kawasumi Shana, 24 anos e contando +1 todo dia 7 de fevereiro - logo, sou toda aquariana. Adoro música, mangás, animes, filmes e livros. Odeio insetos, injeções e filmes de terror, sou criativa e contraditória, possivelmente tenho um parafuso a menos - mas juro que sou legal. Ou não.more?

Stay in touch


Follow

Unspoken Words

Past Tense

Stay a little longer

 
Hishoku no Sora
Google Chrome | 1366x768


Bruxas do 31 | Filmes pra ver no Halloween

Saudações aterrorizantes, jovens mortais! Os mortos já bateram em vossas portas? Pois se não, não temam: talvez esta noite vocês recebem visitar ;) Hoje vos trago mais uma lista de sugestões sombrias para este mês tenebroso! Começamos aquecendo com música, mas todos sabemos que um dos melhores programas para o Halloween é obviamente uma maratona de filmes! Contudo, como algumas pessoas (vulgo: eu) não se dão muito bem com filmes de terror, preparamos uma listinha de longa-metragens levemente aterrorizantes, que você pode assistir sozinho sem ter medo, ou chamar os amigos e a família pra dividir a pipoca! Preparados para entregarem-se ao clima obscuro? Pois então sigam-me, leitores!


A casa monstro
Já vi gente reclamando desse filme, mas a real é que eu adoro A Casa Monstro. Quando saiu eu fiquei muito afim de ver, e demorei um tempo pra conseguir alugá-lo - mas quando vi, fiquei muito surpresa com o desenrolar da história, e achei a produção bem interessante. Isso somado ao fato de que o filme se passa justamente em uma noite de Halloween o trouxe pra nossa lista de hoje, então vamos caminhando enquanto eu os convenço a apostar no longa na noite das Bruxas!
Pra quem não conhece, A Casa Monstro é um filme estadunidense de 2006, e conta a história do DJ, um pré-adolescente de 12 anos que desconfia muito do comportamento do seu vizinho da frente, o Sr. Epaminondas (Nebbecracker no original). Quando o velho senhor acaba tendo um ataque-cardíaco, enquanto dá uma bronca no garoto, e é levado ao hospital, DJ acha que está sendo assombrado por seu espírito, até descobrir que talvez a assombração seja outra, e que a Casa do Sr. Epaminondas parece ser feita de algo além de ripas de madeira.
Embora seja um filme com cara de infanto-juvenil (classificação livre inclusive), A Casa Monstro tem uma vibe bem creepy. No início rolam algumas cenas típicas de filmes de terror, com cenas escuras e ruídos estranhos, e o clima fica bem tenso, mas ele vai ficando mais leve ao longo do filme.
Um aspecto que eu achei muito bacana no filme é a ironia com a qual os adultos são retratados. Isso me lembra um pouco como crianças geralmente não acham que podem contar com eles, mas me levou a pensar numa crítica ao "Mundo adulto" que faz muita pose mas, na prática, é uma autoridade fajuta que não serve pra nada - bem o clima dos nossos tempos, por assim dizer. Contudo, o foco do filme fica mesmo na casa e na aventura dos três protagonistas - DJ, Bocão e Jenny - e em como eles conseguirão salvar ao bairro e a si mesmos da assombração que os persegue. Uma delícia de filme, que talvez assuste os menorzinhos, mas bem leve pra quem já está grandinho e não tem mais medo de monstros, hahaha! Acho que vale comentar que o Steven Spielberg participou da produção, então é realmente um título bem bacana.


Hotel Transylvania
Hotel Transilvânia é um filme a ser acrescentado na lista "para toda a família". Conta a história do vampiro Conde Drácula, que constrói uma mansão/hotel para que todos os monstros possam passar as férias tranquilamente e refugiar-se dos terríveis humanos (que sabemos, adoram caçar monstros). Contudo, esse monstruoso paraíso pode desabar quando um humano acaba encontrando o hotel por acaso, colocando em risco o negócio do vampiro.
Fazer uma avaliação desse filme é um pouco complicada, por motivos de: ele é totalmente voltado ao público infantil. Traz uma série de esteriótipos (dos humanos, dos adolescentes, dos mochileiros, do que é legal e do que não é) a, na minha opinião, o que mais me divertiu foram os monstros mesmo. As piadinhas são bem leves, mas ressalto mais uma vez: é um filme infantil. Se você pretende fazer uma festinha de halloween em família, chamar os amigos do seu filhote (ou irmãozinho caçula), coloque as crianças pra ver e elas irão se divertir. Agora, se você não está disposto ou com a mente bem aberta pra um filme bem levinho como esse, talvez não seja uma opção pra você. É uma animação, uma comédia divertida, mas não senti que rolou alguma lição muito profunda nem nada do tipo - e confesso que, como ainda não tinha visto, acabei um pouquinho decepcionada com ele. Bem, vivendo e aprendendo!


A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça
Ou Sleepy Hollow, se preferirem. Dirigido por Tim Burton (ó, glorioso Burton!) e com Johnny Depp e Cristina Ricci no elenco, A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça é um filme que fica entra o suspense e o horror - embora eu não o ache tão assustador, apesar do gênero, e é justamente por isso que ele veio para a lista, haha!
O longa é inspirado no conto "A lenda de Sleepy Hollow" de Washington Irvin, e conta a história do jovem investigador novaiorquino Ichabod Crane, que, às vésperas do século XIX, acredita que a polícia deveria fazer um trabalho mais minucioso em suas investigações, em vez de se utilizar de métodos medievais, como ele nomeia. A fim de sumir com ele, o juiz da cidade o indica para um misterioso caso no condado de Sleepy Hollow, onde uma série de assassinatos com decapitações têm acontecido. Crente na habilidade provinda de seu conhecimento científico, Crane aceita o caso, embora os moradores já saibam o nome do assassino: o Cavaleiro Sem Cabeça.
Eu honestamente não sinto o filme como um terror, e sim como um suspense, carregado de mistério, e com um pouco de sangue e uma ou outra cena de susto, ou de tripas e coisas assim. E embora essa frase não faça o menor sentido, acreditem em mim: eu sou mais medrosa que Ichabod Crane, então se eu aguentei o filme até o final, ele não assusta vocês. A trama é muito interessante, e aos poucos as coisas se revelam - ouso dizer que, se fosse um livro, seria narrado em primeira pessoa, e descobrimos a verdade junto de Crane. O tema da bruxaria também é presente mas, no fim das contas, ouso dizer que Ichabod sempre esteve certo: não existe magia, ou monstros, ou fantasmas, mas sim humanos ruins que cometem crimes.



Frankenweenie
Mais um filme do Tim Burton, o mestre do halloween! E por incrível que pareça, um que eu ainda não tinha visto - louvado seja o Bruxas por me proporcionar tantas oportunidades magníficas!
Frenkenweenie na verdade foi filmado pelo Burton em 1984, em forma de curta, com atores e tudo o mais, mas ele sempre quis refazer o filme pra que ficasse mais próximo do que ele havia imaginado - e como ele é também mestre na arte de criar personagens extremamente caricaturatos e mundos únicos e fantásticos, posso dizer que o remake foi totalmente necessário sim (e Burton nunca é demais anyway).
Mas, se você quiser saber sobre a primeira versão, você terá de visitar o Kakumei. Aqui nós falaremos a animação de 2012. Lançado nos States justamente em outubro, Frenkenweenie é um longa-metragem em preto e branco e stop motion, no qual acompanhamos a historia de Victor, um garotinho muito inteligente cujo melhor amigo é seu cachorro, Sparky. Ao perder seu companheiro, o guri fica bastante deprimido, mas isso muda logo após uma aula de ciências onde ele aprende sobre como a eletricidade pode trazer um corpo morto de volta a vida - e fica decidido a ressuscitar Sparky.
Como já deu pra perceber, a história é uma paródia bonitinha de Frankenstein (que é, inclusive, o sobrenome do Victor), e apesar de tratar-se de um filme infantil, é possível identificar o humor ácido do Burton de longe. O filme é divertido e bem levinho, embora rolem alguns jumpscares em alguns momentos (PORRA BURTON, QUAL A NECESSIDADE????) - mas é coisa rápida e ninguém infartou por aqui. Tem algumas mensagens bem legais sobre a ciência e sobre amarmos o que estamos fazendo para que os resultados sejam positivos. Minha única reclamação é que me agradaria que a questão da morte fosse mais trabalhada, principalmente por tratar-se de um filme infantil, mas num geral o Burton sempre opta por finalizar tudo de uma maneira bonitinha nas animações, então... É um filme delicinha pra assistir no Dia das Bruxas, seja sozinho, com os amigos ou em família mesmo!


É assim que terminamos nossa lista de filmes! Espero que estes títulos vos ajudem a entrar no clima aterrorizante e misterioso do mês das Bruxas - afinal, elas já estão à solta, e vocês podem precisar de alguma referência a como fugir de zumbis, cavaleiros sem-cabeça, ou mesmo aprender a desenhar um círculo de proteção em baixo das vossas camas... De qualquer forma, me despeço por aqui. Desejo que a lista de filmes esteja do vosso agrado, e já aproveito pra os avisor: deixem uma cesta com doces perto da porta. Vocês nunca sabem quando será útil, não é mesmo?

Esse post faz parte do projeto Bruxas do 31. Para saber mais, clique aqui! Visite também o Kakumei Blog para acessar a outra postagem sobre o tema.

Marcadores: , , ,


By Shana • segunda-feira, 10 de outubro de 2016 • 4 ComentáriosLink to this post


«older newer»