let's be cool
Saudações, visitante! Neste momento, você se encontra no Hishoku no Sora, um blog pessoal sem fins lucrativos. Aqui se fala de tudo um pouco, então fique à vontade!
A versão atual é inspirada na música "Afraid to be Cool", ilustrada por Jimin e Jungkook (BTS, War of Wormone).

the coolest
Kawasumi Shana, 24 anos e contando +1 todo dia 7 de fevereiro - logo, sou toda aquariana. Adoro música, mangás, animes, filmes e livros. Odeio insetos, injeções e filmes de terror, sou criativa e contraditória, possivelmente tenho um parafuso a menos - mas juro que sou legal. Ou não. more?

come with me!


Follow

scream out!

what did you say?

bye baby bye!

 
Hishoku no Sora
Google Chrome | 1366x768


Viagem | Presidente Prudente vol.2

Saudações, adoráveis leitores! Como prometido, hoje vos trago o post da tão comentada viagem - foi minha segunda vez em Presidente Prudente, mas agora com ao menos uma semana pra curtir um pouco mais da cidade. Não sei ao certo se fiz assim tanta coisa nessa viagem, mas achei que um post solo fosse necessário por causa das fotos - e é claro que tem fotos, porque ningém me segura com um smartphone na mão, não é mesmo?
Acho que é seguro dizer que, desta vez, eu visitei ao menos um ponto turístico, e conheci alguns restaurantes pra indicar pra vocês. Teve rolê gourmet e rolê de humanas, então espero que as dicas estejam do agrado de todos ♥ Isso dito, paremos de enrolação e vamos logo para a parte que interessa: Shana in Cautious President Tour (ou: eu tentando ser engraçada e falhando miseravelmente, voltemos ao post).


O primeiro local que visitei foi o que considero um verdadeiro "ponto turístico" da cidade, o Parque do Povo. Dizem os prudentinos se tratar de um parque que atravessa a cidade toda - embora não levem em consideração que o dito parque é atravessado por ruas e avenidas, o que me faz pensar que talvez ele não seja um parque tão grande assim, mas um conjunto de pequenos parques. Aparentemente é a minha mente paulistana que me impede de reconhecer a grandiosidade do Parque do Povo, então vamos nos contentar em falar da beleza dele.


O parque é vazio e tranquilo durante a semana (ao menos durante o dia), e um pouco mais agitado em finais de semana - digamos que em Presidente Prudente as pessoas ocupam bem o espaço público. É um lugar bonito e carregadíssimo de verde, além de alguns espaços com bancos, "quiosques" (que não são realmente quiosques, mas na falta de palavra melhor, relevemos) e coisas como esse lindo chalé que fotografei - que serve como morada do Papai Noel no final do ano, fiquei sabendo.
O parque, além de lindo, é explorado de diversas maneiras: gente que só senta pra conversar, gente que leva o cachorro pra passear, gente que leva as crianças pra gastarem seus ATPs e muita gente fazendo pique-nique. Confesso que fiquei surpresa com a quantidade de toalhas, tapetes e comida espalhados entre pessoas por lá. 
Por ser tão extenso e tão frequentado, o Parque do Povo, na minha opinão, é um local que precisa ser visitado por alguém que está indo visitar Prudente. Então é seguro dizer que visitei ao menos um ponto turístico da cidade - viram só? Hishoku é cultura!


Logo que cheguei na cidade, por volta de meio-dia, eu e Alan (meu amigo maravilhoso que me abrigou durante uma semana inteira em sua residência) decidimos que nossa prioridade máxima era almoçar. Decidimos por comida japonesa porque eu estava na vontade, e depois de alguma pesquisa resolvemos experimentar o Ikone, que estava mais em conta.
Estar em conta não necessariamente quer dizer que a qualidade estava menor. Primeiramente, o lugar é lindo, muito aconchegante e com ótima trilha sonora (isso é, se você gosta de rock nacional dos anos 80 tanto quanto eu). Além de ótima trilha sonora e decoração, o atendimento foi ok e a comida estava deliciosa. Primeira coisa: diferentemente do que estou acostumada em São Paulo, o rodízio consistia num menu específico, do qual escolhíamos os pratos (alguns à vontade, outros limitados) e o garçom os trazia direto da cozinha. Segundo Alan, esse tipo de sistema é comum em Prudente, então 'tejem' avisados.
Falemos, então, de preços. O rodízio do Ikone, no horário de almoço, saiu cerca de R$ 44,00. Com nossas bebidas, gastamos cerca de R$ 55,00 cada um. A comida era fresca, saborosa e achei consideravelmente inovadora, pois havia uma série de misturas e pratos que eu nunca tinha visto em rodízios. Recomendo o lugar, pra quem quer comer bem e com preço justo. Quem quiser saber mais, pode visitar a página no facebook do restaurante. ;)
Ainda no mesmo dia visitei outros dois lugares, com um casal de amigos, ainda que não os tenha fotografado. Um foi o Churros do Japonês, que embora pequenininho, tem uma variedade infinda de opções - desde cestinha de churros com sorvete a churros tradicional. Os preços vão ficando mais salgados de acordo com os ingredientes, mas pra quem gosta de churros, é uma boa opção!
O outro local que visitei foi PastelZan, uma pastelaria cujo slogan é o pastel com borda recheada. Na real, era um pastel com mini-pastéis em volta, recheados de requeijão (de qualidade), mas a ideia é boa. O pastel deles é crocante, sequinho, bem recheado e saboroso, e os valores são bem justos e em conta, na minha opinião. Também recomendo, e certamente voltaria com frequência se morasse pelos lados prudentinos!


Mas fora os estabelecimentos visitados, boas mesmo foram as refeições caseiras que fiz durante a semana. Já deixo claro de início que na casa de Alan temos dois cozinheiros de mão-cheia, ele mesmo e sua maravilhosa e divertida mãe (uma moça muito, muito querida com quem eu adoro bater papo). Acima vocês vêem fotos das nossas comidas - vamos com calma que eu vou explicar pra vocês.
Primeiramente temos os croquetes japoneses, cuja receita apareceu em alguma rede social e Alan resolveu testar. Os croquetes têm massa de batata e levam queijo e presunto picadinho. Seguida a receita direitinho, basta empanar e fritar. São leves, saborosos e incrivelmente fáceis de fazer - e ainda dá pra guardar a massa pra fazer mais tarde, desde que com cuidado pra que os ingredientes (queijo e presunto) não azedem. Aprovadíssimo - assim que testar a receita sozinha, sem nosso chefe talentoso pra ajudar, e assegurar sua eficiência, trago aqui pra vocês ♥
No centro da imagem, vocês observam a pizza telepática. O motivo do nome é bem simples: assim que pisei em Prudente, comentei com Alan que andava com vontade de comer Pizza. Um ou dois dias depois, a mãe dele simplesmente fez essa pizza lindíssima da foto, sem que nenhum de nós tivesse comentado sobre minha vontade com ela. Se isso não é bruxaria, vocês me provem. De qualquer maneira, a massa é alguma invenção dessa cozinheira talentosíssima, crocante e macia ao mesmo tempo, e o recheio é basicamente um pouco de tudo o que havia a disposição. Se eu conseguir extorquir a receita da massa dessa mulher maravilhosa, juro que divido com vocês.
Por fim, no meu último dia em Prudente, fiz kare - ou curry japonês, se preferirem - para que o pessoal experimentasse. O karê é mais uma receita que é na verdade bem prática, bastando você comprar o preparado pronto (que é mais caro em alguns lugares do que em outros, mas faz parte da vida). De qualquer forma, parece que o prato fez sucesso, porque tanto meu amigo quanto a mãe dele terminaram com a panela rapidinho ♥ Ali no prato, eu e Alan aproveitamos o resto da massa dos croquetes pra fazer uma refeição bem nutritiva (ou só gulosa, como preferirem). 
Se tem algo que não posso negar, é que comi bem nessa viagem. Ô, se comi.


O outro ponto alto da coisa toda foram os rolês entre amigos. Primeiro teve uma noite de RPG, que assisti só parte porque as pessoas marcaram pra jogar na madrugada e eu estava numa vibe de dormir-cedo-acordar-cedo. A coisa toda em si foi interessante, porque nunca tinha visto pessoas jogando RPG de mesa e o mestre era muito habilidoso, o que tornou tudo mais divertido de assistir. Também vi um pouco de como as pessoas fazem as fichas dos personagens, interagem e como a história vai se desenvolvendo. Não acho que sirvo pra isso, mas assistiria outras partidas tranquilamente.
No fim de semana, fizemos um pique-nique no Parque do Povo, com muita comida e muita conversa boa. Foi divertido, principalmente porque acho que nunca fiz um pique-nique entre amigos (embora a atividade seja bem comum na minha família), e também porque conheci muita gente interessante. Conversamos muito, comemos muito, rimos muito e eu totalmente faria de novo.
Por fim, nosso último rolê foi no Prudenshopping. Inicialmente, todos tinham combinado de assistir Ghost in the Shell no cinema - contudo, só existia a opção 3D, e essa pessoa que vos fala não enxerga 3D porque meu cérebro veio com defeito, basicamente. Assim, acabamos nos encontrando no shopping e nos dividindo entre dois grupos - na verdade, apenas eu e Alan nos separamos, pra assistir A Bela e a Fera. O filme em si foi divertido, mas foi quase literalmente um revival da animação, com poucos acréscimos. Ainda assim, enquanto filme da disney, é gostosinho.
Depois do filme, fizemos fotos (vide a foto acima, na qual estou com cara de nada, mas quem liga?) e rumamos em busca de comida. Foi assim que conheci o Caranguejo, uma "lancheria" que faz tanto sanduíches quanto porções variadas. O lugar é gostoso, embora tenhamos chegado horas antes de fechar, então não sei dizer se é cheio ou não. A comida é maravilhosa (pra quem gosta de "comida de rua", por assim dizer, nada de gourmet), muito saborosa, as porções são ótimas e os molhos, os fucking molhos dessa cidade são o paraíso. O molho verde e o molho de alho do Caranguejo são excepcionais, e eu tranquilamente teria comprado 1kg de cada pra trazer pra SP. Recomendo o lugar, vale a pena e os preços são bons, justos e em conta, na minha opinião.
Ah, claro, não posso deixar de mencionar que o Alan me apresentou sua padaria favorita, a Panificadora Chantilly. Um lugar digno de se visitar em Prudente, com uma variedade imensa de doces e salgados a preços justos, deliciosos e de qualidade. Menção honrosa pra esse lugar maravilhoso! Acho que nunca me empanturrei tanto numa padaria, e ao todo devemos ter gastado uns R$ 30,00 juntos, Compramos fatia húngara, um tal biscoito de cappuccino (que era divino), mousse, salgadinhos, empadas, esfirras,  molho verde e comemos até quase passar mal, sim. Voltaria, certamente!

Por fim, eu não sei o que as pessoas costumam fazer em viagens, mas eu passei boa parte da minha comendo, socializando e, quando fiquei sozinha na casa do Alan, joguei Kingdom Hearts II por horas a fio (ROXAS ♥). Deu pra matar um pouco a saudade e, se não fosse tão longe (e caro), eu certamente ira uma vez ao mês. Como já disse aqui, Prudente é uma cidade interiorana, mas é uma cidade grande, então fora as limitações acerca de transporte (pois eu não aceito ficar 40 fucking minutos esperando um ônibus passar), é muito fácil se acostumar com o ritmo de lá. É uma cidade gostosa de frequentar, de andar e aproveitar, então fica mais uma vez a sugestão para os leitores viajantes: visitem Presidente Prudente! Garanto que não vão se arrepender ♥
Enfim, embora o post tenha sido mais rápido do que eu imaginei que seria - eu seriamente ando sentindo que perdi a mão do blogar -, eu vou ficando por aqui. Espero que tenham gostado e que eu tenha colocado Prudente no mapa de vocês ♥ beijos a todos e até a próxima, queridos leitores!

Marcadores: , ,


By Shana • quarta-feira, 26 de abril de 2017 • 2 ComentáriosLink to this post


«older newer»